Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Mercados e tendências

Venda de cosméticos a granel é saída para reduzir custos operacionais e impactos ambientais

Fabricantes criticam resolução da Anvisa que restringe o fracionamento a certos tipos de produtos e proíbe a reutilização de embalagens.

Ricardo Afonso Cruz, founder of Nação Verde

Ricardo Afonso Cruz, founder of Nação Verde

Nos mercados e feiras de rua do Brasil, a prática é para lá de comum. O cliente escolhe o produto e a quantidade que deseja comprar, o comerciante calcula o preço de acordo com o peso e o entrega em uma embalagem simples. A venda a granel não é nenhuma novidade quando falamos de alimentos, mas no setor de cosméticos a proposta ainda é pouco comum.

Era uma lacuna que havia no mercado local”, diz Patricio Gonçalves, diretor da Ducha Cosméticos. Especializada em acessórios para o banho, a empresa foi aberta em 2003, mas passou por uma reformulação no ano passado e mudou o foco para a abertura de franquias de perfumes a granel. Gonçalves conta que a inspiração veio do mercado europeu: “Vários países utilizam esse formato de venda há muitos anos, e ele tem se intensificado desde o início da crise financeira no continente”.

Suas lojas dispõem de um mostruário com 75 colônias, masculinas e femininas, armazenadas em dispensers especiais. São garrafas com bico dosador, que ficam de ponta cabeça em suportes instalados na parede ou em um balcão, sempre à vista do cliente, que escolhe e envasilha na hora a sua fragrância preferida. “É uma forma do consumidor adquirir um produto de qualidade, seja para o perfume de bolsa ou até para o frasco de 100ml, a um valor bastante competitivo”, afirma Gonçalves.

A economia vem da redução de custos operacionais do comércio fracionado. As perdas são menores, assim como os investimentos em estoque, envasamento e embalagens. A Ducha, por exemplo, padronizou a venda de suas colônias a um só tipo de frasco, nas opções 50ml ou 100 ml.

A Lush, marca britânica que foi uma das pioneiras a oferecer sabonetes em barra a granel, é defensora do “produto nu”, sem nenhum tipo de embalagem, o que causa um impacto muito menor no meio ambiente. Quando necessário, se o cliente não traz de casa seu próprio recipiente, o cosmético é entregue em um embrulho simples de papel, 100% reciclado e reciclável.

No Brasil, uma resolução da Anvisa de 2005 regulamentou o fracionamento de produtos de higiene pessoal, perfumes e cosméticos para venda direta ao consumidor. Visando a garantia de qualidade e segurança dos produtos, ela só permite a venda a granel de perfumes e similares, sabonetes, sais de banho, xampus e condicionadores de uso adulto, e proíbe o reaproveitamento de embalagens.

Uma atualização da legislação seria importante para modernizar o setor e deixar o Brasil mais competitivo em relação a outros países”, diz Ricardo Afonso Cruz, que em 2010 abriu a Nação Verde, franquia de cosméticos, alimentos e suplementos orgânicos e naturais. Atualmente, ele tem apenas um produto de beleza a granel no catálogo – sabonete em barra –, mas estuda outras possibilidades. “Acredito que a regulamentação vigente é prejudicial à sociedade brasileira”, afirma.

Cruz apoia o fracionamento dos cosméticos e a reutilização de embalagens em prol de produtos mais acessíveis ao consumidor e menos prejudiciais ao planeta. “Entendo que uma nova legislação precisa ser proposta, mas com a participação do setor produtivo, e não apenas intelectuais acadêmicos e políticos”, diz ele.

Patricio Gonçalves concorda: “se não existisse essa condição e pudéssemos envasar as colônias em frascos reutilizados, assim como acontece em qualquer parte do mundo, estaríamos falando de uma economia superior a 10% do preço final”.

Renata Martins

Portfólio

© 2016 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
MakeUp in New York se desloca ao Javits Center para continuar seu crescimento

MakeUp in New York se desloca ao Javits Center para continuar seu crescimento

A última edição da feira MakeUp no NewYork, o evento B2B dedicado à cadeia de valor da indústria de maquiagem, foi um grande sucesso, segundo os organizadores. O evento, realizado nos dias 11 e 12 de setembro de 2019 no Center415 na 5th Avenue, Manhattan, recebeu mais de 3.800 visitantes, com crescimento de 12% do número de visitantes (...)

+ informações
Palavra de especialista
INFINITE BEAUTY. Embracing the future

Lipotec - Lubrizol
INFINITE BEAUTY. Embracing the future

Tecnologias que eram impensáveis há apenas uma década são agora itens essenciais indispensáveis. Levamos nossas vidas em nossos smartphones. Existe um aplicativo para quase tudo. E a tecnologia wearable, a realidade aumentada e a inteligência artificial estão criando possibilidades ilimitadas para mover, executar, ver e se sentir melhor do (...)

+ informações

Seções