Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Mercados e tendências

Sangue de dragão é novidade da indústria cosmética contra ação de radicais livres

Ativo extraído de árvore amazônica já é encontrado em produtos para pele e cabelo no mercado brasileiro.

À seiva avermelhada extraída da árvore amazônica Croton lechleri, ou dragoeiro, foi dado o curioso nome de sangue de dragão. O ativo utilizado há séculos pelos povos da floresta como um poderoso cicatrizante foi descoberto recentemente pela indústria da beleza. Altamente antioxidante, o ingrediente começa a aparecer em formulações que prometem agir contra a ação dos radicais livres.

Ana Carolina Marostica, diretora da Koloss

Ana Carolina Marostica, diretora da Koloss

A Koloss Cosméticos foi a primeira marca a lançar produtos com o extrato no Brasil. “Estávamos procurando um item inovador e um fornecedor nos sugeriu o sangue de dragão”, afirma Ana Carolina Marostica, diretora da empresa. “Buscamos mais informações sobre essa matéria-prima e, até o momento não temos conhecimento de outra linha para tratamento facial que contenha o ativo”.

Apresentada ao mercado em setembro de 2018, a Dragon’s Blood é composta por quatro produtos de efeito detox para o cuidado da pele do rosto: sabonete, água micelar, hidratante e booster anti-aging. De acordo com Marostica, a linha traz benefícios como o combate ao envelhecimento precoce, proteção e fortalecimento das fibras de colágeno, restauração e hidratação da pele, além de redução da vermelhidão e inflamações.

Não é só em artigos para a pele que o sangue de dragão pode ser encontrado. A Arvensis, marca brasileira de cosméticos veganos, lançou há poucos meses uma linha capilar com o ingrediente. “Até três anos atrás, eu nunca havia ouvido nada sobre o sangue de dragão. Por causa de um pequeno acidente em um hotel-fazenda, uma amiga me presenteou com um frasquinho da seiva para que pudesse usar como cicatrizante. A recuperação foi incrível e fiquei intrigado com seus efeitos”, conta Fábio Peres, diretor da Arvensis. “Depois de pesquisar mais sobre o extrato, vimos um grande potencial em utilizarmos em terapia capilar, para o tratamento do couro cabeludo e fois”.

Depois de um ano e meio de testes, a Arvensis chegou às formulas do xampu, condicionador e máscara da linha Sangue de Dragão. Livre de insumos animais, petrolatos, parabenos e óleos minerais, é indicada para cabelos danificados e tem ação antioxidante, regeneradora e de blindagem dos fios contra agressões externas. “Os produtos possuem efeito anti-aging e as propriedade antifúngicas e bactericidas deixam o couro cabelo mais saudável”, acrescenta Peres.

Para ele, o sangue de dragão é um elemento muito complexo e de difícil de comparação. A diretora da Koloss concorda. “Ele não substitui e nem se iguala a outras matérias-primas. Existem ingredientes que apresentam alguns dos benefícios que ele entrega, mas nenhum contém todos os benefícios que o sangue de dragão oferece sozinho”, afirma Marostica.

Peres acredita que a seiva ganhe mais espaço na indústria de cosméticos no Brasil. “Somos a primeira empresa a utilizar o ativo em produtos para terapia capilar e a maioria das pessoas ainda o desconhece”. Ele diz que em seis meses de lançamento, a linha Sangue de Dragão já é líder de vendas da empresa. E ela vai ganhar novos itens. “Em breve, vamos lançar um sérum capilar concentrado e outros itens complementares”, revela.

A diretora da Koloss também aposta no sucesso dos cosméticos com o sangue de dragão. “As pessoas têm interesse em saber de onde vem e o porquê do nome”, fala. Ela informa que a marca tem planos para mais um ou dois produtos com o ingrediente. “Eles já estão sendo estudados e trabalhados na empresa, mas ainda não sem previsão de lançamento”, completa Marostica.

Renata Martins

Portfólio

© 2019 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
MakeUp in New York se desloca ao Javits Center para continuar seu crescimento

MakeUp in New York se desloca ao Javits Center para continuar seu crescimento

A última edição da feira MakeUp no NewYork, o evento B2B dedicado à cadeia de valor da indústria de maquiagem, foi um grande sucesso, segundo os organizadores. O evento, realizado nos dias 11 e 12 de setembro de 2019 no Center415 na 5th Avenue, Manhattan, recebeu mais de 3.800 visitantes, com crescimento de 12% do número de visitantes (...)

+ informações
Palavra de especialista
Tendência olfativa: o impacto de essências minerais

Aliénor Massenet
Tendência olfativa: o impacto de essências minerais

Substâncias sólidas, inorgânicas e cristalizadas, os minerais resultam de um processo geológico natural. No setor de perfumes, a mineralidade é um conceito subjetivo, pois não existe uma família mineral propriamente dita. Com facetas úmidas e salgadas, as notas minerais oferecem aos perfumistas uma nova maneira de expressar o frescor em suas (...)

+ informações

Seções