Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Mercados e tendências

Perfumes: "O segmento premium vai ganhar mais terreno", avalia Alessandra Tucci

Alessandra Tucci [1] está à frente da Perfumaria Paralela, empresa fundada por ela e especializada em estratégia e inovação para o segmento de perfumes. Alessandra Tucci representa com exclusividade no Brasil o Cinquième Sens, instituto de formação para profissionais da área. Ela conversou com Brazil Beauty News sobre o mercado brasileiro de fragrâncias e compartilhou sua visão sobre as tendências para o setor nos próximos anos.

Alessandra Tucci

Alessandra Tucci

Brazil Beauty News - Quais são as características do mercado brasileiro de perfumes atualmente?

Alessandra Tucci - Segundo a Euromonitor, desde 2010 o Brasil é o maior mercado em termos de consumo de perfumes. A Kantar calcula que o mercado brasileiro representou 7 bilhões de dólares em 2013. Vendo esses números, temos uma ideia da forte relação cultural dos brasileiros com o universo dos perfumes: trata-se de um elemento essencial de bem-estar, autoafirmação e conquista.

No curto prazo, em razão de seu potencial de consumo e da concentração da indústria (apenas dois fabricantes detêm 85% do mercado), o Brasil desponta como uma alternativa promissora para a expansão de marcas globais. Os protagonistas locais exploram universos olfativos comprovadamente bem acolhidos pelo público brasileiro, como os florais frutais e os orientais gourmands enquanto também aceleram a entrada em novos territórios quase inexplorados, como é o caso da marca Make B. de O Boticário explorando as madeiras para o público feminino e da nova marca Luna da Natura, recém-lançada em 2014, e apresentando maior audácia olfativa através da sua fragrância Chipre e fresca.

Paralelamente, a atração das marcas globais pelo mercado brasileiro amadureceu, em particular com a possibilidade de produzir no país e, consequentemente, reduzir os custos com taxas alfandegárias. Sem dúvida alguma, o segmento premium vai ganhar terreno assim que a distribuição se estruturar.

Brazil Beauty News - Quais as tendências mais marcantes de 2014?

Alessandra Tucci - A expansão do segmento premium vem sendo estimulada pelas crescentes exigências dos consumidores, que estão bem informados e dispostos a pagar mais por um produto de qualidade. Essa tendência é visível, por exemplo, na participação de mercado conquistada por produtos como Lily Essence, Zaad e o Eau de parfum Make B. de O Boticário e Una, da Natura, bem como na maior sofisticação das redes de distribuição, com a chegada e expansão das cadeias de lojas Sephora e The Beauty Box. Toda essa movimentação foi reforçada por estratégias olfativas adaptadas e diferenciadas. A Make B., como dito anteriormente, privilegia fragrâncias amadeiradas e florais, sem presença marcante de notas frutais. O Una, da Natura, tem perfil criativo, elegante e envolvente, quase como uma segunda pele. A marca Amó, também da Natura, protagoniza madeira e especiarias, enquanto o Lily Essence e Lady Lily criaram uma personalidade floral e elegante.

Tradicionalmente frescos e amadeirados, os perfumes masculinos vêm se destacando pelo caráter mais quente, amadeirado e sofisticado, o aumento de perfumes orientais para homens e mulheres é uma das grandes mudanças do mercado, em muito influenciadas pelas marcas internacionais.

Brazil Beauty News - O que esperar de 2015, na sua opinião?

Alessandra Tucci - Penso que a expansão do segmento premium vai continuar, gerando a necessidade urgente de aprimorar a expertise local em perfumaria em ambas as pontas: o consumidor, que vai continuar a ampliar sua cultura geral sobre perfumaria; e o profissional, que vai se capacitar para poder explorar o potencial que o segmento oferece.

Na Paralela, acreditamos e investimos na promoção da inovação através do conhecimento. Em dois anos promovemos mais de 30 workshops e cursos sobre diversos temas da perfumaria, reunimos mais de 340 alunos em São Paulo. Nos últimos 6 meses, efetuamos uma série de treinamentos in company para empresas do setor. Em 5 anos, teremos um mercado mais maduro e conhecedor de perfumes.

Além dos pontos acima, a inauguração no Brasil, prevista para 2014, das duas primeiras lojas Aesop (marca australiana adquirida pela Natura) é mais uma prova da descentralização e sofisticação do mercado.

As marcas internacionais, por sua vez, caminharão para uma estratégia de produção local, como comprova a consolidação da parceria de distribuição firmada entre a Coty e Avon. A identidade olfativa do mercado brasileiro ficará ainda mais próxima da identidade dos mercados internacionais, com um leque mais amplo de temas em comum, tanto nos perfumes femininos como masculinos – por exemplo, frutais florais ou orientais gourmands , além de um número maior de perfumes masculinos com notas orientais amadeiradas e fougère amadeirado. Diante da feroz concorrência, sobra pouco espaço para a inovação, mesmo se o consumidor vem manifestando o desejo de descobrir novas fragrâncias. Por outro lado, o mercado ficará mais diversificado e rico em oferta em vários caminhos olfativos.

Brazil Beauty News - Falando nisso, a senhora acredita que possam surgir no Brasil perfumes de nicho?

Alessandra Tucci - Com a propagação de informações nas redes sociais e em blogs, é fascinante observar o quanto a paixão por perfumes contribui para aprimorar o conhecimento que as pessoas têm sobre o assunto.

Por outro lado, essa é uma categoria que exige maior conhecimento sobre perfumaria para que o consumidor possa valorizá-la. O mercado de nicho não trabalha ampla distribuição, propaganda, ele valoriza a qualidade do produto, do serviço e a exclusividade que ele representa. Tal produto enfatiza a venda de valor em detrimento do volume. Sendo o consumidor brasileiro admirador de grandes marcas, acreditamos que a perfumaria de nicho ainda vai precisar de alguns anos para impactar o mercado local, mas essa é sem dúvida uma oportunidade para o futuro.

Entrevista concedida a Kristel Milet

Observações

[1Além de ter atuado como especialista em fragrâncias, diretora de Marketing e responsável pela Fine Fragrance Business Unity da América Latina, Alessandra Tucci trabalhou com mestres perfumistas tanto no plano nacional como internacional e exerceu cargos importantes para alguns dos maiores nomes (IFF e Firmenich) da indústria de perfumes latino-americana.

© 2014 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
MakeUp in New York se desloca ao Javits Center para continuar seu crescimento

MakeUp in New York se desloca ao Javits Center para continuar seu crescimento

A última edição da feira MakeUp no NewYork, o evento B2B dedicado à cadeia de valor da indústria de maquiagem, foi um grande sucesso, segundo os organizadores. O evento, realizado nos dias 11 e 12 de setembro de 2019 no Center415 na 5th Avenue, Manhattan, recebeu mais de 3.800 visitantes, com crescimento de 12% do número de visitantes (...)

+ informações
Palavra de especialista
Índia desponta como novo gigante do mercado de beleza

Asia Cosme Lab
Índia desponta como novo gigante do mercado de beleza

Graças ao crescimento de sua população jovem (atualmente a maior do mundo), ao aumento de sua classe média e à expansão do uso da internet tanto nas cidades como nas zonas rurais, a Índia está a um passo de se tornar o próximo gigante do mercado de beleza, seguindo o exemplo da China. A agência Asia Cosme Lab mergulhou no fascinante mercado (...)

+ informações

Seções