Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Mercados e tendências

Nova pesquisa da Quorum Brasil mostra como o brasileiro cuida da beleza

A nova pesquisa Estética e Beleza, feita em São Paulo, Curitiba, Salvador, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, ouviu mais de mil homens e mulheres das classes A, B e C. As mulheres ainda cuidam mais da beleza, mas os homens estão começando a se preocupar mais com a estética.

A Quorum Brasil - uma empresa de pesquisa de mercado, situada em São Paulo - entrevistou, no mês passado, mais de mil homens e mulheres em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e Salvador das classes sociais A, B e C. Enquanto 97% das mulheres ouvidas disseram ter o hábito de mudar a aparência, entre os homens apenas 38% fazem o mesmo, sendo que esse porcentual varia muito pouco de uma capital para outra. Os serviços mãos procurados são manicure, sobrancelha e pedicure no caso feminino. Entre os homens, o corte de cabelo e a limpeza de pele lideram a lista de cuidados com a beleza.

Os homens não sentem-se confortáveis com a palavra ‘estética’, preferem algo mais próximo de ‘cuidar do corpo’, tema que já estão acostumados com a experiência de frequentar academias, sugerindo, portanto, algo mais masculino”, explica a Qorum Brasil.

97% das mulheres ouvidas disseram ter o hábito de mudar a aparência. Foto: © (...)

97% das mulheres ouvidas disseram ter o hábito de mudar a aparência. Foto: © Shutterstock.com / Syda Productions

A maioria das mulheres, 48%, vai ao salão uma vez por semana ou a cada 15 dias. Os homens menos, 57% responderam que vão bimestralmente ou mais.

Podemos dizer que a estética ainda é algo mais próximo do universo das mulheres, mas já começa a se tornar relevante o número de homens que se preocupam com a aparência, especialmente onde a renda é mais elevada, caso de São Paulo, por exemplo”, explica o CEO da Quorum Brasil, Cláudio Silveira.

A maioria, dos dois sexos, gasta de R$50,00 a R$ 100,00 por mês, sendo que na cidade de São Paulo, é maior a quantidade de pessoas que gasta acima de R$100,00 mês e mais de 90% vão aos salões de beleza de bairro. A capital que menos gasta é Salvador, onde 55% dos entrevistados gastam até R$50,00 por mês.

Quando o assunto é a crise, a classe C acredita menos na recuperação do cenário econômico e pretende reduzir seus gastos com estética, muito provavelmente reduzindo a frequência aos salões e fazendo em casa essas atividades em casa. Mas as classes B e principalmente a A, em função mais uma vez da renda maior, seguirão cuidando da aparência sem necessariamente reduzir e, no caso da classe A, os gastos devem aumentar com a melhora da crise.

Cuidar da estética extrapola a questão da aparência e tem a ver com o bem-estar pessoal, com a melhoria nos relacionamentos, com auto-estima elevada e maiores possibilidades de crescer na vida, com a possibilidade de melhores empregos”, ressalta Silveira analisando os dados.

Portfólio

© 2017 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
MakeUp in New York se desloca ao Javits Center para continuar seu crescimento

MakeUp in New York se desloca ao Javits Center para continuar seu crescimento

A última edição da feira MakeUp no NewYork, o evento B2B dedicado à cadeia de valor da indústria de maquiagem, foi um grande sucesso, segundo os organizadores. O evento, realizado nos dias 11 e 12 de setembro de 2019 no Center415 na 5th Avenue, Manhattan, recebeu mais de 3.800 visitantes, com crescimento de 12% do número de visitantes (...)

+ informações
Palavra de especialista
INFINITE BEAUTY. Embracing the future

Lipotec - Lubrizol
INFINITE BEAUTY. Embracing the future

Tecnologias que eram impensáveis há apenas uma década são agora itens essenciais indispensáveis. Levamos nossas vidas em nossos smartphones. Existe um aplicativo para quase tudo. E a tecnologia wearable, a realidade aumentada e a inteligência artificial estão criando possibilidades ilimitadas para mover, executar, ver e se sentir melhor do (...)

+ informações

Seções