Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Mercados e tendências

Mais do que produtos, marcas de cosméticos personalizados vendem experiências

Usando inteligência artificial ou sessões online com os clientes para a criação de fórmulas customizadas, empresas digitais ganham espaço em meio à crise da Covid-19 e projetam crescimento para 2020.

Cada consumidor é um indivíduo único, com necessidades e desejos específicos. Esse é o pensamento que move um mercado ainda pequeno no Brasil, mas que vem ganhando força nos últimos anos, o de cosméticos personalizados. Mais do que vender produtos, essas indie brands se propõem a criar experiências exclusivas para seus clientes e humanizar as relações de consumo. Mesmo que, para isso, façam uso de inteligência artificial.

É o caso da startup Justforyou, que desenvolve xampus e condicionadores a partir de um questionário online em que o usuário detalha as características dos seus cabelos, os benefícios esperados e suas preferências. “Trabalhamos com produtos que são pensados de forma especial, do começo ao fim, para o perfil de cada pessoa. Além de ter uma fórmula personalizada por inteligência artificial, o consumidor também pode customizar o rótulo e a fragrância. É uma experiência completa”, afirma o CEO Caio de Santi. “E o cliente pode conversar com a gente o tempo todo, ser ouvido e participar não apenas da criação da sua fórmula, como também de toda a evolução do produto e da marca”, acrescenta.

Santi conta que, além da frequência diária de uso, xampus e condicionadores se tornaram foco da empresa por serem os itens mais indicados para testar sua base tecnológica, mas que o objetivo é aumentar o portfólio. “Já temos dois produtos praticamente prontos, que serão lançados em breve. A longo prazo, também teremos linha de skincare”, diz.

Na Alma Liberata, o carro-chefe são os perfumes naturais personalizados. Os clientes agendam pelo site da marca uma sessão online com a perfumista e fundadora da empresa, Camila Liberata. Na conversa, que dura cerca de uma hora, são abordadas a história de vida dos clientes, seus desejos, gostos e até mapa astral. “Ouvindo atentamente alguém, é possível traçar seu perfil e relacionar as emoções aos aromas. É um processo que requer conhecimento, prática e sensibilidade e o resultado é um perfume único, feito para agradar o nariz e tocar a alma da pessoa que se dispõe a mergulhar neste processo que proponho”, explica.

Para ela, o desafio de vender perfumes sem experimentação é enorme, mas a customização permite isso. “Mais do que a compra de um perfume, a personalização possibilita uma experiência enriquecedora que responde ao desejo que todos temos de nos sentirmos especiais”, afirma Liberata. “Por sermos uma marca de nicho, que usa exclusivamente a internet como ponto de contato, conseguimos focar em um público já predisposto a realizar suas compras online”, completa.

Ser uma empresa totalmente digital é uma vantagem também para o CEO da Justforyou. “As pessoas estão mais abertas a consumir novos produtos que só estejam no ambiente virtual e a pandemia de Covid-19 obrigou até os mais resistentes a se voltarem para essa (nem tão) nova realidade”, opina. “Como a Justforyou é uma marca nativa digital, já estávamos preparados para essa transformação”, diz Santi.

Segundo ele, mesmo em meio à crise, a empresa vem crescendo significativamente. “Nossa meta era crescer 30% ao mês, mas esse número tem se mantido em torno dos 50% e acreditamos seguir nesse ritmo ou, até mesmo, superá-lo. Já aumentamos nossa equipe e projetamos que o faturamento de dezembro seja 20 vezes maior que o de janeiro”, comemora.

Um estudo da consultoria McKinsey aponta que, até 2025, duas em cada cinco mulheres vão consumir cosméticos personalizados. “Torço para que seja verdade”, diz Liberata. “A busca por exclusividade em produtos é uma realidade cada vez mais próxima. Esse tipo de experiência já é comum para quem consome cosméticos de superluxo e a democratização da personalização é, mais do que uma tendência, uma necessidade do mercado para atender uma demanda que é inerente ao ser humano”, finaliza a perfumista.

Renata Martins

Portfólio

© 2020 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
A feira Luxe Pack New York adiada para setembro

A feira Luxe Pack New York adiada para setembro

Diante da propagação do novo coronavírus (COVID-19) em Nova York e nos Estados Unidos, os organizadores da feira Luxe Pack New York divulgam o adiamento do evento para 15 e 16 de setembro. O local permanece inalterado: Jacob K. Javits Convention Center (Hall 1B). Com essas novas datas, o evento será quase concomitante com o MakeUp in...

+ informações
Palavra de especialista
Exposoma: Uma nova abordagem para a saúde e beleza dos cabelos

Grupo Greentech
Exposoma: Uma nova abordagem para a saúde e beleza dos cabelos

Devido à diversidade de estresses ambientais (exposição solar, poluição exterior e interior), ao enorme engajamento do brasileiro a tratamentos capilares, e considerando o Exposoma nesta região do globo, é essencial fornecer ao público consumidor local soluções eficazes para a saúde e beleza capilar. O Grupo Greentech, representado por sua...

+ informações

Seções