Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Mercados e tendências

E-commerce: 87% dos lojistas na Europa e Brasil estão satisfeitos com momento atual

Para 2018, a previsão é ampliar investimentos em métodos de pagamento inovadores (70%), big data (65%) e diferenciadas opções de entrega (64%)

A vitrine virtual UmSóLugar aproveitou a aproximação do final do ano para levantar, junto a seus parceiros, as principais tendências para 2018, no que diz respeito às expectativas sobre o futuro do comércio eletrônico, maiores obstáculos do setor, interação com diferenciados públicos e operações internacionais. A pesquisa, intitulada E-commerce: Europa e Brasil Momento atual, tendências e oportunidades, reuniu impressões de lojistas que atuam em 13 países europeus e no Brasil.

Dentre os destaques, o estudo mostra que 87% dos entrevistados estão satisfeitos (ou moderadamente) com o atual estado geral do comércio eletrônico em seu país. A maioria deles (78%) também está otimista com seu desenvolvimento futuro. Ao menos 83% dos entrevistados pensam que o mercado e-commerce em seu país acompanha as tendências atuais e, quando se trata de inovação, a maioria afirma ter utilizado ou planejado utilizar, nos próximos três anos, métodos de pagamento inovadores (70%), presença ampliada em diferentes canais (70%), big data (65%) e novas opções de entrega (64%).

No que diz respeito aos diferenciados públicos, há uma atenção especial à Geração Y (também conhecida como Millenials) considerada um importante grupo-alvo para todos os parceiros. Dentre os principais métodos utilizados para interagir com esses consumidores, observa-se a diversificação em campanhas – 86% apostam na forte presença em mídias sociais, seguida de marketing de conteúdo (excluindo vídeo), campanhas "display" exclusivas e colaborações com influenciadores. Quando se trata de redes sociais, o Facebook ainda é rei, com 90% das lojas presentes neste canal, seguido por Instagram (76%) e Twitter (41%).

Desafios e presença internacional

Enquanto a maior parte das impressões veio dos setores de moda, calçados e têxteis (58%), seguidos por decoração e móveis (26%), também outros diferentes segmentos (como beleza, saúde e bem-estar, joias, brinquedos e esportes) estão representadas no estudo. Segundo a amostra, as principais barreiras que dificultam os negócios em boa parte dos países é a presença de poderosos competidores internacionais, juntamente com o ambiente legal e fiscal. Especificamente no Brasil, porém, 40% dos entrevistados consideram como maior impeditivo a baixa predisposição por parte do cliente para comprar online, principalmente em decorrência da preocupação com a segurança no pagamento e a falta de contato físico com o produto.

Ao todo, 72% dos entrevistados possuem operações internacionais e 50% atuam ativamente em mercados estrangeiros. Deste montante, apenas 20% dos entrevistados brasileiros afirmam atuar internacionalmente. Quando se trata de barreiras que bloqueiam a expansão para o exterior, os parceiros apontam dificuldades com a logística de entrega, forte concorrência no mercado local já estabelecido e a adaptação linguística da plataforma. Entretanto, regulamentos excessivamente restritivos e questões monetárias são considerados entraves com menor impacto.

© 2017 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
MakeUp in New York se desloca ao Javits Center para continuar seu crescimento

MakeUp in New York se desloca ao Javits Center para continuar seu crescimento

A última edição da feira MakeUp no NewYork, o evento B2B dedicado à cadeia de valor da indústria de maquiagem, foi um grande sucesso, segundo os organizadores. O evento, realizado nos dias 11 e 12 de setembro de 2019 no Center415 na 5th Avenue, Manhattan, recebeu mais de 3.800 visitantes, com crescimento de 12% do número de visitantes (...)

+ informações
Palavra de especialista
INFINITE BEAUTY. Embracing the future

Lipotec - Lubrizol
INFINITE BEAUTY. Embracing the future

Tecnologias que eram impensáveis há apenas uma década são agora itens essenciais indispensáveis. Levamos nossas vidas em nossos smartphones. Existe um aplicativo para quase tudo. E a tecnologia wearable, a realidade aumentada e a inteligência artificial estão criando possibilidades ilimitadas para mover, executar, ver e se sentir melhor do (...)

+ informações

Seções