Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Embalagem e design

Alternativas aos plásticos invadem o universo da beleza

Plásticos alternativos ou alternativas aos plásticos? Os fornecedores de embalagens para produtos cosméticos estão oferecendo um número crescente de soluções, como plásticos vegetais, plásticos reciclados, polímeros de celulose, madeira e bisnagas à base de papelão, entre outros. A edição 2019 do salão Luxe Pack Monaco, realizada na semana passada, mostrou que o setor de luxo não escapa a essa tendência geral.

A Stora Enso apresentou seus biocompósitos DuraSense feitos de uma mistura (...)

A Stora Enso apresentou seus biocompósitos DuraSense feitos de uma mistura de 30% a 50% de fibras celulósicas e polipropileno.

As espetaculares declarações de alguns gigantes da indústria - por exemplo a Unilever, que se comprometeu a cortar pela metade o consumo de plásticos virgens, e a L’Oréal, que anunciou para breve o lançamento de uma bisnaga à base de papelão - ilustram uma tendência generalizada: o setor de cosméticos vem tentando reduzir sua dependência aos plásticos.

[A bisnaga à base de papelão, fruto de uma parceria entre a L’Oréal e a Albéa->https://www.brazilbeautynews.com/l-oreal-e-albea-criam-bisnaga-para-cosmeticos-a,3343], deverá ser usada para a comercialização de produtos da marca La Roche Posay a partir do segundo semestre de 2020. Também apresentada em Mônaco no salão Luxe Pack, uma outra bisnaga produzida à base de papelão foi desenvolvida pelo fabricante finlandês Stora Enso. O modelo promete reduzir em 70% o uso de material plástico, em comparação com a tradicional bisnaga de plástico disponível no mercado. Melhor ainda: a bisnaga poderá ser reciclada junto com as embalagens cartonadas multicamadas, como caixas para leite produzidas pela Tetra Pak.

Durante o Luxe Pack, a Stora Enso também apresentou os biocompósitos DuraSense, produzidos com 30% a 50% de fibras de celulose e de polipropileno.

Embora não estivessem presentes nessa última edição do Luxe Pack, os potes biodegradáveis desenvolvidos pela Sulapac foram tema de muitas conversas durante o salão: fabricados a partir de lascas de madeira com certificação FSC e aglutinantes naturais, eles são totalmente isentos de microplásticos. A empresa finlandesa, que recentemente recebeu uma injeção de capital de grandes nomes do setor, entre os quais a Chanel, vem direcionando grande parte de sua capacidade de produção para preparar um importante lançamento.

Ainda mais significativo que as transformações pelas quais a indústria de beleza vem passando é o fato de que todos os fabricantes de embalagens de plástico oferecem atualmente soluções à base de materiais plásticos alternativos, como plásticos de origem vegetal, produzidos a partir de cana-de-açúcar ou milho, e plásticos reciclados. No salão Luxe Pack Monaco, foram também apresentadas diversas soluções híbridas que associam, por exemplo, cana-de-açúcar e lascas de madeira ou até conchas de crustáceos, como no caso das tampas produzidas pela PRP Création a partir de materiais desenvolvidos pela Authentic Material.

A Eastman apresentou, por ocasião do Luxe Pack, uma nova geração mais ecológica do Trēva, alternativa sustentável aos plásticos ABS, e sua nova linha de copoliésteres Cristal Revēl, à base de materiais reciclados pós-consumo (PCR). A empresa venceu o Prêmio Luxe Pack in Green 2019, na categoria "Iniciativas Sustentáveis", pela criação de vários circuitos de economia circular do plástico.

Enquanto não se descobrem moléculas alternativas, a solução é recorrer ao plástico reciclado. É justamente o que vem fazendo a Dow, que apresentou, em parceria com a empresa italiana Premi, sua linha de tampas em Surlyn, com 40% de material reciclado.

Para potencializar essa tendência, outra possibilidade é associar o uso de plástico reciclado à redução do peso, como no caso do frasco em rPET da Pinard Emballages, 40% mais leve que um frasco tradicional.

Mas, na medida do possível, o ideal é eliminar por completo o uso de plásticos, como fizeram a Cosmogen e a Texen ao lançarem seus aplicadores de madeira.

Uma coisa é certa: o futuro das embalagens para cosméticos será verde. É pouco provável que o plástico desapareça, mas ele estará disponível em muitos usos e formas diferentes.

Vincent Gallon
(Tradução: Maria Marques)


Portfólio

© 2019 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
MakeUp in New York se desloca ao Javits Center para continuar seu crescimento

MakeUp in New York se desloca ao Javits Center para continuar seu crescimento

A última edição da feira MakeUp no NewYork, o evento B2B dedicado à cadeia de valor da indústria de maquiagem, foi um grande sucesso, segundo os organizadores. O evento, realizado nos dias 11 e 12 de setembro de 2019 no Center415 na 5th Avenue, Manhattan, recebeu mais de 3.800 visitantes, com crescimento de 12% do número de visitantes (...)

+ informações
Palavra de especialista
Tendência olfativa: o impacto de essências minerais

Aliénor Massenet
Tendência olfativa: o impacto de essências minerais

Substâncias sólidas, inorgânicas e cristalizadas, os minerais resultam de um processo geológico natural. No setor de perfumes, a mineralidade é um conceito subjetivo, pois não existe uma família mineral propriamente dita. Com facetas úmidas e salgadas, as notas minerais oferecem aos perfumistas uma nova maneira de expressar o frescor em suas (...)

+ informações

Seções