De tempos em tempos, vemos na indústria de cosméticos um “boom” de produtos formulados a partir de um mesmo ativo. O retinol parece ser o insumo da vez. “O retinol já é um ingrediente consolidado, usado há muitos anos em skincare e bastante indicado por dermatologistas. No entanto, temos visto ultimamente a multiplicação de uma nova geração de cremes e séruns que têm o ativo como estrela”, afirma Luciana Dávila, diretora de marketing da categoria Face e Corpo da Avon Brasil.

Sua recente popularidade foi conquistada pelos diversos benefícios que apresenta para o tratamento da pele. “O retinol é um ativo único, que atua na renovação celular de todos os tipos de pele. Ele age em receptores biológicos específicos no núcleo das células, gerando benefícios incomparáveis para diferentes desordens cutâneas, como acne, envelhecimento e manchas escuras, como melasma e hiperpigmentação pós-inflamatória”, cita Gustavo Dieamant, diretor de pesquisa e desenvolvimento do Grupo Boticário.

Segundo ele, o retinol é o insumo mais amplamente utilizado pela indústria cosmética. Com alta tolerância sobre a pele, ele é o ingrediente principal da linha de maquiagens Make B. Retinol H+, lançada pela marca O Boticário meses atrás. “O retinol é o ‘ativo do momento’ e os produtos lançados (bases, corretivos, batons e balm) não só oferecem os efeitos imediatos desejados na maquiagem, como tratam de verdade e, gradualmente, melhoram a textura e luminosidade da pele com o uso contínuo”, diz Dieamant.

A farmacêutica bioquímica Joyce Rodrigues explica que o retinol é um derivado da vitamina A, pertencente à família dos retinóides e que serve de alternativa para o ácido retinóico, considerado um medicamento e impedido de ser utilizado pela indústria de cosméticos. “Devido à sua potente ação renovadora, o retinol remove a camada mais superficial da pele e o excesso de células mortas, contribuindo também para a redução de linhas e rugas, a melhora da elasticidade e da resistência da pele”, diz ela, que é presidente da Mezzo Dermocosméticos.

Mezzo Dermocosméticos - Retinol C - R2 - compra no ecommerce da...

Mezzo Dermocosméticos - Retinol C - R$112 - compra no ecommerce da marca

Rodrigues ressalta que esse processo auxilia ainda na penetração de outros ativos e que o retinol pode ser combinado a diferentes ingredientes para potencialização de resultados. A Mezzo tem em seu portfólio um fluído antissinais, que une retinol à vitamina C para um efeito peeling. Já o creme facial noturno Glicolic+R é uma combinação de ácido glicólico com retinol. “Ele refina e promove uma pele mais luminosa, uniformiza a textura e devolve a jovialidade”, afirma a executiva.

Lançamento da Avon, o Renew Sérum Restaurador Antirrugas com Retinol Puro promete prevenir a formação de novas rugas, além de preencher as já existentes. A fórmula também conta com Oxa Diacid, um ingrediente que, de acordo com Dávila, ajuda a impulsionar as proteínas-chaves da pele e, em conjunto com o retinol, promove a redução de rugas profundas e estimula a produção de colágeno da pele.

O diretor do Grupo Boticário finaliza fazendo um alerta. “Como bom antioxidante, o retinol oxida-se facilmente. Por esse motivo, é muito difícil encontrar um bom produto cosmético com o ativo no mercado”. A solução encontrada por O Boticário foi desenvolver a linha de Make B. com o retinol vegetal, extraído das algas azuis dos lagos de Klamath (EUA), e combiná-lo com ácido hialurônico vetorizado. “Dizer que contém retinol, não significa que foi feito da melhor maneira possível”.