Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Radar

Grupo Puig em negociações para participação na Granado

A companhia espanhola de moda e perfumes Puig (marcas Carolina Herrera, Nina Ricci e Jean Paul Gaultier) está em negociações avançadas para comprar uma participação minoritária no Grupo Granado, fabricante e varejista brasileira de produtos cosméticos (marcas Granado e Phebo), revelou a Reuters hoje, mencionando "quatro fontes com conhecimento do assunto".

De acordo com a Reuters, a Puig pode pagar cerca de 1 bilhão de reais por uma participação de até 30 por cento na Granado.

Essa participação poderia ajudar Granado para desenvolver seus negócios internacionais. Granado, que vende seus produtos na loja de departamentos Le Bon Marché, em Paris, inaugurou, em setembro de 2013, uma filial em França, e dispõe atualmente de alguns pontos de venda em outras regiões da França.

A companhia baseada no Rio de Janeiro foi adquirida em 1998 pelo investidor inglês Christopher Freeman e relançada com sucesso em 2004, a tradicional marca de cosméticos mantém, desde então, um crescimento de 20% ao ano. Acumulando 145 anos de história, a Granado conquistou um lugar de destaque no coração dos brasileiros.

Ambas as partes estão trabalhando para anunciar um acordo nos próximos dias, disse a Reuters.

Portfólio

© 2016 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Luxe Pack prepara sua segunda edição em Los Angeles e anuncia nova locação em Nova York

Luxe Pack prepara sua segunda edição em Los Angeles e anuncia nova locação em Nova York

Luxe Pack, a feira B2B dedicado a embalagens de luxo, retornará na Costa Oeste para uma segunda edição na Los Angeles em 27 e 28 de fevereiro de 2019. Como no ano passado, o evento será realizado em conjunto com a MakeUp em Los Angeles, a feira B2B de acessórios, tendências e formulação de produtos de maquiagem e cuidados com a pele. O (...)

+ informações
Palavra de especialista
Green, Clean... e o que mais?

Pascale Brousse
Green, Clean... e o que mais?

A força da nova tendência é visível. Para ser desejável, um produto deve ser green, clean e cool, de preferência seguindo os modelos de marcas Indie e DNVB [1]. Green - porque ser natural tornou-se um princípio de base para qualquer produto. Clean - porque a ausência de substâncias poluentes ou duvidosas é outro pré-requisito importante. Cool (...)

+ informações

Seções