Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Empresas e indústria

Com investimento de R$ 15 milhões, Água de Cheiro planeja duplicar número de lojas em dois anos

Adquirida pelo Grupo Narsana em leilão judicial no final de 2016, a marca mineira com 30 anos de tradição foi reestruturada, ganhando nova chance no mercado brasileiro.

A Água de Cheiro já foi umas das principais marcas de perfumaria e cosméticos do Brasil. Fundada por uma família de Minas Gerais, em 1976, a primeira franquia de beleza do país chegou a ter 900 lojas espalhadas por todo o território nacional e disputar com O Boticário a preferência dos consumidores brasileiros nos anos 1980.

Fabio Figueiredo, Diretor da Água de Cheiro

Fabio Figueiredo, Diretor da Água de Cheiro

Cheia de altos e baixos, a história da empresa ganha agora um novo capítulo pelas mãos da Beauty Franchinsing, braço do Grupo Narsana, que detém o licenciamento de marcas como Forum e Everlast e, desde 2006, controla no Brasil a rede argentina de alfajores Havanna. Comprada pela holding no final do ano passado em um leilão judicial por apenas R$ 6,6 milhões, a Água de Cheiro chegou a acumular uma dívida de mais de R$ 70 milhões, levando franqueados à falência.

O antigo franqueador – Henrique Pinto, fundador da construtora Tenda e do grupo Globalbrás – se desestruturou por motivos que desconhecemos e não conseguiu manter o abastecimento da rede de lojas. O Grupo Narsana adquiriu os ativos das marca e preparamos a estrutura para voltar ao mercado organizados e preparados para fazer jus ao nome e à história da Água de Cheiro”, diz Fabio Figueiredo, diretor da empresa.

A reestruturação da companhia levou em conta dois pontos principais: produtos e preços pensados para consumidores de renda mais baixa e a inclusão de novas marcas nos pontos de vendas. A seleção contará com grifes nacionais, como Marcelo Beauty e Ana Hickmann, e importadas de grande apelo no mercado brasileiro, como Gabriela Sabatini e Jennifer Lopez. “Com essa estratégia, apresentaremos ao público C novas tendências de consumo, inexistentes em diversas localidades no país”, afirma Figueiredo, que garante que a essência do negócio continuará sendo a marca própria, destacando como carros-chefes as linhas de fragrâncias Água Fresca, Absinto, Attractive e Hydros.

Além de uma nova logomarca, as lojas da franquia também vão ganhar um layout mais moderno e descontraído, com espaços a partir de 30 m2 e um mix variado de produtos. “Perfumaria, cosméticos, linhas de tratamentos, entre outras, fazem parte do posicionamento da marca e do que iremos entregar aos nossos consumidores”. O ticket médio esperado é de R$ 70.

Com um investimento previsto de R$ 15 milhões para os próximos anos, a Beauty Franchising pretende duplicar o número de lojas até 2019, passando das atuais 194 para 400 unidades e priorizando shopping centers de perfil popular. A taxa de franquia foi estabelecida em R$ 30 mil e o valor total para a abertura de uma loja pode variar de R$ 150 mil a R$ 250 mil, com retorno estimado entre 24 e 36 meses.

A volta da Água de Cheiro ao mercado deve encontrar diversos obstáculos, que vão do esquecimento da marca pelos consumidores à competitividade acirrada com outras empresas operando nesse segmento. “A Água de Cheiro passou por momentos difíceis e comprometeu sua imagem com o fechamento de diversas lojas e quase nenhuma comunicação”, assume o diretor.

Mas Fabio Figueiredo se diz otimista com o desafio. Para ele, é necessário investir muito em produtos e propaganda para que antigos clientes saibam que a Água de Cheiro ainda existe e atrair novos compradores, mudando também a imagem antes percebida como uma loja de presentes para um local de consumo de beleza. “Nossa aposta se dá sobre uma marca de tradição e reconhecimento e em um dos maiores mercados de perfumaria e cosméticos do mundo”, afirma.

Renata Martins

Portfólio

© 2017 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
in-cosmetics retorna ao Brasil nos próximos 18 e 19 de setembro

in-cosmetics retorna ao Brasil nos próximos 18 e 19 de setembro

Quando se trata de beleza, o Brasil se tornou um criador de tendências na América Latina, graças à abundância dos recursos naturais e à propensão à inovação. Agora o quarto maior mercado do mundo, o país sediará a sexta edição da in-cosmetics Latin America, que acontecera em São Paulo os 18 e 19 de setembro de 2019. De acordo com a Euromonitor (...)

+ informações
Palavra de especialista
INFINITE BEAUTY. Embracing the future

Lipotec - Lubrizol
INFINITE BEAUTY. Embracing the future

Tecnologias que eram impensáveis há apenas uma década são agora itens essenciais indispensáveis. Levamos nossas vidas em nossos smartphones. Existe um aplicativo para quase tudo. E a tecnologia wearable, a realidade aumentada e a inteligência artificial estão criando possibilidades ilimitadas para mover, executar, ver e se sentir melhor do (...)

+ informações

Seções