Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Empresas e indústria

Aquisição da Opus Cosméticos e novo modelo de vendas diretas levam Cless a projetar R$ 1 bilhão para 2020

Com a incorporação, grupo ganha espaço em pequenos varejistas, aumenta sua capacidade produtiva e passa a produzir as próprias embalagens.

Dona de marcas como Charming, de sprays e mousses, Lightner, de descolorantes, e Essenza, de alisantes capilares, a Cless completa 14 anos no mercado brasileiro de beleza e higiene pessoal com uma nova aquisição: a Opus Cosméticos. Além de assumir as marcas da companhia, a operação engloba a compra de suas unidades industriais e deve gerar um faturamento integrado de R$ 300 milhões neste ano.

Luiz Piccoli, CEO do Grupo Cless

Luiz Piccoli, CEO do Grupo Cless

A Cless pretende crescer 25% sobre as receitas consolidadas de ambas as empresas em 2017. A expectativa desta alta se deve ao aproveitamento da sinergia de canais e à especialização da nossa força de venda”, afirma Luiz Piccoli, CEO do Grupo Cless.

Com quase meio século de história, a Opus se estabeleceu no mercado brasileiro por meio de distribuidores e atacadistas que conseguiram inserir seus produtos – a maioria voltada para classes mais populares – em pequenos varejistas independentes e cadeias regionais. Em seu catálogo, destacam-se os lenços umedecidos e talco infantis Baby Poppy e a linha de cuidados com os cabelos Salon Opus, além de sabonetes íntimos, toalha demaquilante, repelente de insetos e absorvente para os seios para lactantes.

O portfólio da Opus é totalmente complementar e a cooperação em termos de canal é gigante. A Cless, historicamente, é forte nos segmentos de perfumaria e farmácia. Já a Opus tem excelente presença no setor varejista alimentar. As marcas irão se ajudar muito”, diz Piccoli.

A nova incorporação também permitirá ao grupo o aumento de sua capacidade produtiva, que era um dos maiores entraves para seu contínuo crescimento. A Opus dispõe de uma unidade industrial voltada para grandes volumes e alta produtividade instalada em São Paulo, além de uma planta com máquinas injetoras e sopradoras para a confecção de embalagens. “Passamos a produzir as nossas próprias embalagens e moldes. Isso nos traz mais agilidade e inovação e confere mais competitividade às nossas marcas”, aponta Piccoli.

A transação não teve o valor divulgado, mas ele afirma que a compra foi efetuada com recursos próprios da empresa. Há quatro anos, a Cless teve 30% de suas ações vendidas para a One Equity Partners, braço de investimentos de private equity que era controlado pelo banco americano J.P. Morgan.

Outra aposta do presidente do grupo é a Cless Conceito, empresa de vendas diretas que acaba de ser apresentada ao mercado. A estreia no canal se deu há quase um ano, com a Cless Multinível, que consumiu cerca de R$ 30 milhões e teve resultados financeiros tímidos. “Estávamos aprendendo a operar esse segmento de maneira alinhada aos nossos valores e princípios”, justifica Piccoli. “Após muito aprendizado, lançamos agora a Cless Conceito”.

O catálogo conta com produtos da marca Cless em segmentos bastante variados, que vão de fragrâncias e esmaltes a artigos para limpeza da casa e higiene de animais de estimação. Os consultores entram no negócio com investimentos a partir de R$ 200 e podem usufruir de uma estrutura de apoio para receber clientes e equipe, com sala de reunião, loja de produtos e salão profissional. A Cless Conceito oferece plano de carreira e prêmios como carros importados e viagens para a Disney e Dubai.

“Entendemos que a sólida reputação de nossa indústria poderia contribuir com a ocupação de milhares de pessoas com bom potencial neste momento de grave crise do nosso país e alto nível de desemprego. A recepção pelo mercado foi incrível e estamos muito animados”, afirma Piccoli.

Com a aquisição da Opus Cosméticos e o novo modelo de marketing multinível, o Grupo Cless projeta um faturamento de R$ 1 bilhão em 2020.

Renata Martins

Portfólio

© 2018 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
in-cosmetics retorna ao Brasil nos próximos 18 e 19 de setembro

in-cosmetics retorna ao Brasil nos próximos 18 e 19 de setembro

Quando se trata de beleza, o Brasil se tornou um criador de tendências na América Latina, graças à abundância dos recursos naturais e à propensão à inovação. Agora o quarto maior mercado do mundo, o país sediará a sexta edição da in-cosmetics Latin America, que acontecera em São Paulo os 18 e 19 de setembro de 2019. De acordo com a Euromonitor (...)

+ informações
Palavra de especialista
American Insights: As novas milionárias da beleza

Laurence Bacilieri
American Insights: As novas milionárias da beleza

Dizer que o mercado americano de beleza e cuidados pessoais está superaquecido - ou melhor, saturado - não é novidade nenhuma. Porém, um seleto grupo de pessoas tem conseguido remar contra a maré. Veja a seguir como algumas das mulheres mais ricas dos Estados Unidos conquistaram um sucesso fulgurante no setor de cosméticos. Serena (...)

+ informações

Seções