Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Radar

Vidros: Verescence, o novo nome da SGD

A SGD Parfumerie, líder mundial no setor de frascos de vidro para as indústrias de perfumes e cosméticos, ganhou um novo nome: Verescence.

O nome Verescence reflete a origem francesa e a tradição da empresa no mercado. Repleto de significados, ele combina suas habilidades vidreiras (Verre – vidro em francês) e sua natureza transformadora (Escent – sufixo em inglês que significa transformação): transformando areia em vidro, transformando conceitos criativos em produtos inovadores, transformando a empresa em líder do mercado global.

A mudança é um marco importante na história da empresa, que agora passou a ser independente, atuando exclusivamente no mercado de perfumes e cosméticos.

"Essa é uma oportunidade para dar um nome que reflete o que somos hoje: uma empresa em plena transformação, que busca a excelência e, acima de tudo, uma empresa internacional que coloca sua expertise, sua diversidade e seu talento a serviço dos clientes", declara Thomas Riou, CEO.

Com quatro unidades de fabricação de vidro, cinco unidades de acabamento, 3.200 funcionários em vários continentes e uma rede mundial de vendas, o Grupo Verescence tem capacidade para produzir um bilhão de frascos ao ano, fornecendo soluções inovadoras que respeitam o meio ambiente.


(Tradução: Maria Marques)

© 2016 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Luxe Pack prepara sua segunda edição em Los Angeles e anuncia nova locação em Nova York

Luxe Pack prepara sua segunda edição em Los Angeles e anuncia nova locação em Nova York

Luxe Pack, a feira B2B dedicado a embalagens de luxo, retornará na Costa Oeste para uma segunda edição na Los Angeles em 27 e 28 de fevereiro de 2019. Como no ano passado, o evento será realizado em conjunto com a MakeUp em Los Angeles, a feira B2B de acessórios, tendências e formulação de produtos de maquiagem e cuidados com a pele. O (...)

+ informações
Palavra de especialista
Green, Clean... e o que mais?

Pascale Brousse
Green, Clean... e o que mais?

A força da nova tendência é visível. Para ser desejável, um produto deve ser green, clean e cool, de preferência seguindo os modelos de marcas Indie e DNVB [1]. Green - porque ser natural tornou-se um princípio de base para qualquer produto. Clean - porque a ausência de substâncias poluentes ou duvidosas é outro pré-requisito importante. Cool (...)

+ informações

Seções