Sobre Rémi Pulverail

Formado pela escola de perfumistas Charabot, na cidade francesa de Grasse, Remi Pulverail acumula mais de 20 anos de experiência na indústria de perfumes, trabalhando principalmente para grandes nomes do setor. Ao longo de sua carreira, sempre fez questão de cultivar laços sólidos e intensos com os produtores das melhores matérias-primas olfativas de origem natural do mundo.

Durante mais de dez anos, Remi Pulverail dirigiu a equipe Global Purchasing da Givaudan, onde monitorava as operações de abastecimento de ingredientes naturais, bem como projetos específicos destinados a preservar cadeias de abastecimento sensíveis e a implementar programas de abastecimento ético lançados por ele. A inovação em matéria de ingredientes era um dos alicerces de sua atividade e deu origem a parcerias exclusivas cujo objetivo era fornecer novos extratos aos profissionais de criação que atuam no segmento de perfumaria fina.

Atualmente, Remi Pulverail exerce como autônomo, depois de ter criado sua própria empresa, o Atelier Français des Matières, baseado em um modelo alternativo voltado para o segmento de Alta Perfumaria.

Site: www.atelier-francais-des-matieres.fr

Foco
Luxe Pack prepara sua segunda edição em Los Angeles e anuncia nova locação em Nova York

Luxe Pack prepara sua segunda edição em Los Angeles e anuncia nova locação em Nova York

Luxe Pack, a feira B2B dedicado a embalagens de luxo, retornará na Costa Oeste para uma segunda edição na Los Angeles em 27 e 28 de fevereiro de 2019. Como no ano passado, o evento será realizado em conjunto com a MakeUp em Los Angeles, a feira B2B de acessórios, tendências e formulação de produtos de maquiagem e cuidados com a pele. O (...)

+ informações
Palavra de especialista
Baunilha de Madagascar - fim da crise... ou ainda não?

Rémi Pulverail
Baunilha de Madagascar - fim da crise... ou ainda não?

Na esteira do interessante relatório publicado pela Aust & Hachmann em novembro (Vanilla Market Update - November 2018), gostaríamos de enfatizar alguns aspectos que, ao nosso ver, merecem reflexão. O relatório é bastante otimista. Desnecessário dizer que todos nós desejamos o fim desta crise inabitual, visto que não traz vantagens (...)

+ informações

Seções