Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Empresas e indústria

Pierre Fabre investe no Brasil para conhecer melhor as necessidades de seus consumidores

Mesmo se as vendas da Pierre Fabre continuam a crescer em ritmo acelerado, o Grupo francês deseja atender aos anseios dos consumidores da melhor maneira possível. Para tanto, a empresa acaba de inaugurar um centro de inovação no Rio de Janeiro.

Ocupando uma área de 320 m2, o novo centro de pesquisa e desenvolvimento em dermocosméticos da Pierre Fabre fica situado na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, mas conta também com a expertise de um laboratório instalado na fábrica do Grupo em Areal, município fluminense. A previsão é que, até 2021, cerca de 20 pesquisadores e técnicos trabalhem no centro.

O novo Brazilian Innovation Center da Pierre Fabre Dermocosméticos será (...)

O novo Brazilian Innovation Center da Pierre Fabre Dermocosméticos será dirigido por Anne-Laure Gaudry

Dirigido por Anne-Laure Gaudry com supervisão de Xavier Ormancey, diretor de P&D da divisão Pierre Fabre Dermocosméticos (PFDC), o Brazilian Innovation Center foi criado com três objetivos:
- compreender melhor a pele das mulheres brasileiras e as necessidades dos consumidores brasileiros em geral;
- mapear futuras tendências do mercado brasileiro de cosméticos — que, segundo a Pierre Fabre, é "um dos mais sofisticados e criativos do mundo";
- desenvolver novos produtos adaptados ao mercado local para as marcas Eau Thermale Avène, Ducray e Darrow.

"A escola brasileira de dermatologia conquistou renome internacional. A população brasileira apresenta uma diversidade incrível de tipos de pele e cabelos, e as consumidoras brasileiras são particularmente sofisticadas e exigentes em matéria de cosméticos", explica Nuria Perez-Cullell, diretora-geral da Pierre Fabre Dermocosméticos.

Forte crescimento

Quarto maior mercado de cosméticos no mundo, o Brasil tem uma importância estratégica para o Grupo Pierre Fabre. Em 2017, as vendas ao consumidor dos produtos comercializados pela Pierre Fabre do Brasil movimentaram valores superiores a 300 milhões de reais, registrando crescimento de 10% em relação ao ano anterior. Embora essa porcentagem represente apenas uma pequena parte das vendas mundiais do Grupo (2,3 bilhões de euros, sendo 1,4 bilhão de euros gerados pela divisão Dermocosméticos), a Pierre Fabre, com suas marcas Eau Thermale Avène, Darrow e Ducray, é número 3 do mercado de dermocosméticos no Brasil.

Inauguração do Centro Brasileiro de Inovação Pierre Fabre Dermo-Cosmetics

Inauguração do Centro Brasileiro de Inovação Pierre Fabre Dermo-Cosmetics

Presente no país desde 1985, o Grupo Pierre Fabre dispõe de uma unidade industrial especializada em produtos dermocosméticos na cidade de Areal.

"A Pierre Fabre do Brasil é uma das nossas filiais mais dinâmicas, com crescimento anual de 24%, em média, nos últimos cinco anos. Em 2015, demos início a um amplo plano de investimentos no valor de 50 milhões de reais, com o objetivo de modernizar a fábrica de Areal. Dando seguimento aos nossos projetos no Brasil, escolhemos o Rio como sede do nosso segundo centro de inovação internacional", conclui Éric Ducournau, diretor-geral do Grupo Pierre Fabre.

V.G.
(Tradução: Maria Marques)


© 2018 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
in-cosmetics retorna ao Brasil nos próximos 18 e 19 de setembro

in-cosmetics retorna ao Brasil nos próximos 18 e 19 de setembro

Quando se trata de beleza, o Brasil se tornou um criador de tendências na América Latina, graças à abundância dos recursos naturais e à propensão à inovação. Agora o quarto maior mercado do mundo, o país sediará a sexta edição da in-cosmetics Latin America, que acontecera em São Paulo os 18 e 19 de setembro de 2019. De acordo com a Euromonitor (...)

+ informações
Palavra de especialista
Solução vegan-friendly para um doce envelhecimento

Lipotec - Lubrizol
Solução vegan-friendly para um doce envelhecimento

Recebemos todos os dias notícias sobre o Aquecimento Global, e vemos imagens de suas consequências em todo o Planeta. O número de espécies de animais e plantas em perigo de extinção só aumenta e os governos ainda estão longe de promover leis que realmente ajudem a parar a mudança climática. Neste contexto, são os consumidores comuns que (...)

+ informações

Seções