Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Radar

Anvisa aumenta número de substâncias proibidas em cosméticos

A lista de substâncias que não podem ser utilizadas em productos de higiene pessoal, cosméticos e perfumes foi atualizada pela Anvisa. A nova lista traz 1.376 substâncias, contra 423 da lista anterior. Além da lista, a norma prevê que qualquer substância com propriedade cancerígena, mutagênica ou tóxicas para a reprodução são proibidas em cosméticos.

A iniciativa é uma atualização da resolução anterior da Anvisa que tratava do tema, a RDC 48/2006. A nova lista é resultado também da incorporação nacional do Regulamento Técnico Mercosul sobre Lista de Substâncias que não podem ser utilizadas em Produtos de Higiene Pessoal, Cosméticos e Perfumes, já que este tipo de regulação é definida de forma conjunta entre os países do Mercosul.

A atualização desta lista está na resolução RDC 83/2016, publicada no Diário Oficial da União do 20 de junho de 2016.

Baixa o novo texto aqui:

RDC 83/2016

Fonte: Anvisa

© 2016 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
in-cosmetics retorna ao Brasil nos próximos 18 e 19 de setembro

in-cosmetics retorna ao Brasil nos próximos 18 e 19 de setembro

Quando se trata de beleza, o Brasil se tornou um criador de tendências na América Latina, graças à abundância dos recursos naturais e à propensão à inovação. Agora o quarto maior mercado do mundo, o país sediará a sexta edição da in-cosmetics Latin America, que acontecera em São Paulo os 18 e 19 de setembro de 2019. De acordo com a Euromonitor (...)

+ informações
Palavra de especialista
Solução vegan-friendly para um doce envelhecimento

Lipotec - Lubrizol
Solução vegan-friendly para um doce envelhecimento

Recebemos todos os dias notícias sobre o Aquecimento Global, e vemos imagens de suas consequências em todo o Planeta. O número de espécies de animais e plantas em perigo de extinção só aumenta e os governos ainda estão longe de promover leis que realmente ajudem a parar a mudança climática. Neste contexto, são os consumidores comuns que (...)

+ informações

Seções