Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Empresas e indústria

A fábrica de SP da L’Oréal Brasil está se preparando para a digitalização de todas as operações

Com o projeto Fábrica do Futuro em São Paulo, a L’Oréal Brasil integra inovações tecnológicas e digitalização na rotina das operações, buscando flexibilizar a produção e reduzir custos.

A digitalização na fábrica não fica só no campo da estratégia, mas queremos utilizar a tecnologia para otimizar o trabalho, aumentar a produtividade, melhorar a qualidade e diminuir a exposição ao risco. O mais importante aqui é trazer para dentro da cabeça de cada colaborador um pouco da semente da inovação”, ressaltou Antonio Grandini, Diretor da Fábrica de São Paulo.

Uma das mudanças já implementadas é o uso da tecnologia - projetada para interagir com a mão de obra humana - que otimiza as etapas de produção, diminui seus custos e aumenta sua flexibilidade.

Conceito criado na Alemanha, em 2011, a Indústria 4.0 visa incluir iniciativas de automação, tecnologia de realidade aumentada, inteligência artificial e interconectividade entre dispositivos para otimizar toda a escala do processo produtivo. “Esse está totalmente alinhada com o frame estratégico da L’Oréal Brasil e estamos trabalhando na digitalização de documentos de qualidade, apontamentos de produção, implantando soluções com uso de drones, e sistematicamente, robôs colaborativos em nossas operações. Estamos em processo de definir uma função dedicada para lidar com transformação digital”, destacou Grandini.

Mudanças praticas

Embora outras iniciativas de digitalização já estivessem sendo implementadas na fábrica nos últimos anos, o projeto Fábrica do Futuro - que projetou como os colaboradores gostariam que o espaço fosse em 2050 - serviu para encorajar as mudanças. “O Comitê da Fábrica fez um trabalho de analisar os contextos sociais, econômicos, políticos, ambientais e tecnológicos para definir o perfil dessa nova operação e quais são as tendências que deverão ser colocadas em prática para alcançar esse cenário”, contou Caio Nunes Carneiro, Coordenador de Qualidade.

De acordo com a L’Oréal Brasil, os colaboradores estão diretamente envolvidos no processo, que foi incorporado ao planejamento estratégico da Fábrica.

Digitalização

O processo também traz mudanças quando se trata dos consumidores finais da L’Oréal Brasil, já que traz ferramentas para aproximá-los da companhia, por meio de mais informações sobre os produtos e até mesmo maior personalização de seu uso. “As possibilidades para o futuro são muitas, desde um tour virtual para nossos consumidores conhecerem o ambiente onde seus produtos favoritos são feitos até podermos entender o perfil de consumo”.

Fonte: L’Oréal Brasil

© 2018 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
FCE Cosmetique aposta em atrações tecnológicas para profissionais da indústria cosmética

FCE Cosmetique aposta em atrações tecnológicas para profissionais da indústria cosmética

A próxima edição da FCE Cosmetique será realizada entre os dias de 21 a 23 de maio de 2019, no São Paulo Expo, e apresentará as principais inovações e tendências tecnológicas para o segmento da indústria cosmética. Em 2018, a mais grande exposição de tecnologia para a indústria cosmética no Brasil atraiu mais de 16 mil visitantes, entretanto, (...)

+ informações
Palavra de especialista
“Fazer o bem para se sentir bem” e indústria da beleza

Laurence Bacilieri
“Fazer o bem para se sentir bem” e indústria da beleza

A experiência "Do Good, Feel Good" é uma velha conhecida dos psicólogos: quanto mais fazemos o bem à nossa volta, mais nos sentimos bem. Hoje, esse fenômeno ganhou o universo da beleza e, sobretudo, o planeta. Nos últimos anos, várias iniciativas filantrópicas marcaram os espíritos: por exemplo, a contribuição da Estée Lauder para o combate (...)

+ informações

Seções