Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Ingredientes e fórmulas

Symrise amplia seu leque de fragrâncias

Nos últimos anos, a casa de fragrâncias Symrise vem apostando no segmento de perfumes finos, com o desenvolvimento de novos ingredientes e um foco maior em insumos naturais. Mobilizando novas ferramentas de extração — que, além de eficazes, utilizam métodos mais sustentáveis — e contando com novas unidades de produção em Madagascar e na Amazônia, a empresa vem retrabalhando suas matérias-primas estratégicas com o objetivo de oferecer, até 2020, um portfólio de ingredientes exclusivamente de origem natural. Outra novidade importante é a criação de novas bases De Laire, colocadas à disposição dos perfumistas da empresa.

As novas bases De Laire da Symrise

As novas bases De Laire da Symrise

Tendo definido como metas estratégicas crescer mais rápido que o mercado e consolidar-se como empresa sustentável, a Symrise criou novas cadeias de produção de ingredientes naturais cultivados por métodos agrícolas sustentáveis e produzidos segundo as normas de comércio justo e solidário.

Biodiversidade e novas tecnologias

Em Madagascar, por exemplo, a empresa desenvolveu um absoluto de baunilha de Bourbon (Vanille Bourbon) de excelente qualidade, com nuances de notas coriáceas, animálicas e especiadas que revelam uma intensa sensualidade. Foi também em Madagascar, conhecida como "ilha vermelha", que a Symrise foi buscar um extrato de baunilha com notas redondas e gourmandes que ressaltam a irresistível doçura dessa fava. O terroir único da ilha ofereceu também a possibilidade de repensar outras essências. Por exemplo, a canela, que passou a ser elaborada exclusivamente com a casca da árvore, proporcionando mais intensidade; uma variedade de gengibre de excelente qualidade, puro e ardente, com notas de limão; sem esquecer outros tesouros da flora local, como ylang-ylang, erva-cidreira e gerânio. Outro destaque é uma variedade de aroeira-vermelha cuja cultura é focada nas folhas da planta.

A Symrise também apresentou as primeiras substâncias originárias da biodiversidade da Amazônia extraídas por sua fábrica no Brasil. Embora produza poucas flores, a Amazônia oferece grande riqueza de frutos, que a Symrise, graças à inovadora tecnologia SymTrap, transforma em ingredientes para o setor de perfumes. Desenvolvida a partir de processos de produção de aromas e patenteada em 2008, essa tecnologia, que não requer calor nem o uso de substâncias químicas, baseia-se na coleta de moléculas odoríferas presentes nas soluções aquosas (água de enxágue ou caldo residual obtido após extração ou destilação). Dessa forma, muitos subprodutos são reciclados, criando novas matérias a partir de cacau, cravo-da-índia, laranja e maracujá (cujo extrato, até então, só podia ser obtido por processo puramente sintético).

Novas bases De Laire

Outra grande novidade da Symrise neste ano é o lançamento de novas bases De Laire a partir de moléculas cativas inéditas. Desenvolvidas inicialmente na virada do século XX para dar suporte a moléculas sintéticas que acabavam de ser lançadas, as antigas bases da casa De Laire se encontram na fórmula de um grande número de obras-primas, a exemplo da Mousse de Saxe, usada no perfume Habanita, da Molinard. O projeto inicial da De Laire permanece inalterado: criar novas bases de grande qualidade destinadas a estruturar a composição de perfumes.

Entre as novidades, vale a pena mencionar a base Poivre Pique DL, elaborada a partir do Belanis, ingrediente cativo com notas de anis que consegue contornar as restrições relativas à concentração de anetol impostas pela International Fragrance Association (IFRA). O resultado é uma composição especiada e mordaz, que faz rimar frescor e vigor. Outro carro-chefe da empresa é o Tabac Bourbon DL, que expressa em notas sedutoras e inebriantes a fragrância de tabaco. A volúpia amendoada da base Tonkalactone, o ardor da canela e a sensualidade do absoluto de baunilha de Bourbon (Vanille Bourbon) dialogam com a faceta de folhas secas do ingrediente cativo Tabanone, em um acorde harmonizado por um fundo licoroso. A base Tubéliane DL, por sua vez, tem como protagonista a Lilybelle, substância cativa com notas de lírio-do-vale liberadas das moléculas lyral e lilial, cujo uso é controlado pela IFRA. Esse ingrediente cativo oferece um frescor luminoso a uma base clássica, a Tubériane, que tinha como estrela uma tuberosa com inspiração carnal. Por fim, a base Noir Prunol DL coloca em destaque as curvas de uma icônica nota de ameixa, sublimada pelo toque de chocolate do ingrediente cativo Tiramisone e realçada pelo tempero de um véu escuro e especiado.

Com tantos projetos magníficos em andamento, podemos apostar que ainda vamos ouvir muito falar da Symrise.

Sophie Normand
(Tradução: Maria Marques)

© 2018 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Luxe Pack prepara sua segunda edição em Los Angeles e anuncia nova locação em Nova York

Luxe Pack prepara sua segunda edição em Los Angeles e anuncia nova locação em Nova York

Luxe Pack, a feira B2B dedicado a embalagens de luxo, retornará na Costa Oeste para uma segunda edição na Los Angeles em 27 e 28 de fevereiro de 2019. Como no ano passado, o evento será realizado em conjunto com a MakeUp em Los Angeles, a feira B2B de acessórios, tendências e formulação de produtos de maquiagem e cuidados com a pele. O (...)

+ informações
Palavra de especialista
Baunilha de Madagascar - fim da crise... ou ainda não?

Rémi Pulverail
Baunilha de Madagascar - fim da crise... ou ainda não?

Na esteira do interessante relatório publicado pela Aust & Hachmann em novembro (Vanilla Market Update - November 2018), gostaríamos de enfatizar alguns aspectos que, ao nosso ver, merecem reflexão. O relatório é bastante otimista. Desnecessário dizer que todos nós desejamos o fim desta crise inabitual, visto que não traz vantagens (...)

+ informações

Seções