Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Radar

A L’Oréal dá um passo além com relação ao fornecimento de óleo de palma sustentável

Foi divulgado esse mês, pela L’Oréal, o primeiro relatório de Progresso em Óleo de Palma com os mais recentes resultados e as inovações implementadas para a obtenção 100% responsável de óleo de palma e de seus derivados.

A empresa utiliza menos de 400 toneladas dessa matéria prima por ano, mas compra derivados em uma quantidade equivalente a 60.000 toneladas. O consumo permanece baixo, representando 0,1% da produção mundial. “No entanto, o Grupo quer estar entre as empresas mais responsáveis do mundo e liderar pelo exemplo no que tange à questão do fornecimento sustentável desse óleo,” explica a empresa.

Desde 2012, 100% da palma da multinacional francesa tem a certificação RSPO [1]. Mas o desafio é a rastreabilidade da cadeia de fornecimento dos derivados e como melhorar as práticas dentro desta cadeia. A L’Oréal segue uma abordagem de três pilares.

1. Rastrear os derivados para dar plena transparência. Desde 2014, a empresa implementou uma abordagem inédita no setor de químicos à base de óleo e começou a mapear toda a sua cadeia de fornecimento e a rastrear os derivados a partir de sua origem. Em 2015, a L’Oréal conseguiu rastrear 80% de seus derivados até o nível das refinarias, e 50% até as usinas.

2. Apoiar os pequenos produtores independentes. A L’Oréal também tem o compromisso de apoiar pequenos produtores independentes, que enfrentam desafios como o desmatamento e condições de vida difíceis. Através de uma parceria com diversas partes interessadas, a companhia ajuda a conectar pequenos produtores à demanda do mercado de óleo de palma com “Zero Desmatamento”, incentivando práticas agrícolas sustentáveis.

3. Promover mudanças no setor de palma ao transformar as políticas de compra.
A L’Oréal criou um “Índice de Palma Sustentável”. Estes novos critérios de avaliação para avaliar os fornecedores de derivados de palma se baseiam em seus compromissos e realizações com relação ao conhecimento da cadeia de fornecimento, práticas de obtenção sustentável e o cumprimento com a política de Desmatamento Zero.

Até o final de 2016 a L’Oréal publicará este novo Índice de Palma Sustentável e o disponibilizará para todas as empresas, negócios e parceiros do setor de palma. O objetivo é apoiar o esforço de todas as partes interessadas de se comprometer com o fornecimento sustentável de palma e com o Desmatamento zero”, anunciou Alexandra Palt, Diretora Executiva de Sustentabilidade da L’Oréal.

Observações

[1Roundtable on Sustainable Palm Oil

© 2016 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
FCE Cosmetique aposta em atrações tecnológicas para profissionais da indústria cosmética

FCE Cosmetique aposta em atrações tecnológicas para profissionais da indústria cosmética

A próxima edição da FCE Cosmetique será realizada entre os dias de 21 a 23 de maio de 2019, no São Paulo Expo, e apresentará as principais inovações e tendências tecnológicas para o segmento da indústria cosmética. Em 2018, a mais grande exposição de tecnologia para a indústria cosmética no Brasil atraiu mais de 16 mil visitantes, entretanto, (...)

+ informações
Palavra de especialista
“Fazer o bem para se sentir bem” e indústria da beleza

Laurence Bacilieri
“Fazer o bem para se sentir bem” e indústria da beleza

A experiência "Do Good, Feel Good" é uma velha conhecida dos psicólogos: quanto mais fazemos o bem à nossa volta, mais nos sentimos bem. Hoje, esse fenômeno ganhou o universo da beleza e, sobretudo, o planeta. Nos últimos anos, várias iniciativas filantrópicas marcaram os espíritos: por exemplo, a contribuição da Estée Lauder para o combate (...)

+ informações

Seções