Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Ingredientes e fórmulas

“A grande diversidade étnica e o padrão de beleza ligado a traços culturais são pontos convergentes entre Ásia e a América Latina”, afirma Daniel Zanetti, da in-cosmetics Latin America

A maior feira latino-americana de matérias-primas para a indústria de beleza e cuidados pessoais chega a sua 6ª edição entre os dias 18 e 19 de setembro, em São Paulo. Neste ano, o evento destaca a presença de fornecedores asiáticos e inaugura um roteiro técnico que guiará profissionais do setor às soluções mais inovadoras do mercado. Daniel Zanetti, diretor da in-cosmetics Latin America, conversou com o Brazil Beauty News sobre essas novidades, o crescimento da feira e as expectativas para esta edição.

Daniel Zanetti, diretor da in-cosmetics Latin America

Daniel Zanetti, diretor da in-cosmetics Latin America

Brazil Beauty News - A 6ª edição da in-cosmetics Latin America terá presença de mais de 25 fabricantes de matérias-primas da Ásia. Qual é a importância deste mercado para os negócios de beleza e cuidados pessoais para os latino-americanos?

Daniel Zanetti - A importância do mercado asiático para a América Latina pode ser medida pelo Brasil, que responde por 48,6% dos negócios em beleza e cuidados pessoais no bloco. De acordo com a Euromonitor, a China foi a 4ª maior importadora de produtos para o país em 2018, totalizando US$ 84,4 milhões. A Índia foi a sétima, com US$ 23,5 milhões.

O continente é uma das maiores potências em cosméticos da atualidade, tanto que o Grupo in-cosmetics tem duas feiras na região. Características como a grande diversidade étnica e o padrão de beleza ligado aos traços culturais são pontos convergentes entre a Ásia e a América Latina e essenciais para o desenvolvimento de produtos.

Entre as tendências, podemos citar o K-beauty, termo usado para definir a febre dos cosméticos da Coreia, cujo foco está nos cuidados com a pele. O skincare também é o forte da China. É possível destacar ainda o crescimento dos cosmocêuticos – cosméticos com princípios farmacêuticos –, das linhas esportivas com propriedades de inibição de odor e antibactericidas, dos produtos para o crescente mercado masculino e uma preferência por composições com ingredientes naturais.

Brazil Beauty News - Além da participação dos expositores asiáticos, o que mais você aponta como destaque na edição 2019?

Daniel Zanetti - Nesta edição teremos a estreia do Innovation Tour, um roteiro de visitas técnicas guiadas com o objetivo de levar químicos, formuladores e profissionais de P&D em cosméticos direto para as soluções mais disruptivas. Os grupos serão liderados pelo pesquisador e desenvolvedor de cosméticos Cléber Barros. Além de apresentar o tour, nosso consultor técnico oficial explicará técnica e cientificamente como os destaques escolhidos podem ser trabalhados, seus diferenciais, aplicações e possíveis resultados.

Também temos novas rotas divididas por áreas. A Indie Trail inclui empresas que fornecem produtos em quantidades de até 100kg para o pequeno e médio fabricante, ajudando marcas independentes e empresas que têm produção menor. Já a Green Trail é focada nos chamados ingredientes “verdes” e ecológicos, com companhias atentas às preocupações com o meio ambiente.

Brazil Beauty News - Em 2018, a in-cosmetics Latin America teve presença de mais de 160 expositores de 22 países. Como será neste ano?

Daniel Zanetti - A in-cosmetics Latin America reúne 90% dos maiores fornecedores globais de matérias-primas para cosméticos e são empresas que somente participam da nossa feira. Temos 48 empresas que estão vindo de fora do Brasil com suas novidades. Ainda não fechamos o número final, mas a expectativa é de crescimento.

Desde a sua criação, a feira é a única dedicada exclusivamente a ingredientes para esse setor. O foco é muito específico e o público extremamente qualificado, o que torna a in-cosmetics Latin America tão diferenciada.

Brazil Beauty News - Falando em público, na última edição, o evento recebeu mais de 4000 visitantes únicos, um aumento de 3%. Qual é a expectativa para este ano?

Daniel Zanetti - As expectativas são sempre as melhores. Estamos com 8% a mais de credenciados e esperamos que isso se traduza para o aumento do público. É importante ter uma feira movimentada, mas a qualificação técnica do visitante é o que pesa mais, porque é o que poderá ser transformado em troca de conhecimento, negócios e insights realmente capazes de impactar a indústria.

A feira é frequentada por químicos cosméticos, especialistas em P&D, formuladores e marketing de pequenas, médias e grandes empresas. São profissionais que procuram na in-cosmetics ingredientes inovadores e tendências para não só atender as necessidades de mercado, mas surpreender e conquistar novos consumidores.

Brazil Beauty News - Esta é 6ª edição da feira. O que mudou do primeiro ano até agora?

Daniel Zanetti - É notória a diferença em relação à primeira edição. Até o nome, passando de in-cosmetics Brasil para o atual in-cosmetics Latin America, que representa muito mais a abrangência da feira. Com o tempo, ampliamos as experiências e as atividades simultâneas, chegando a oferecer mais de 40 horas de conteúdo em dois dias, com dezenas de palestras e workshops.

O que é apresentado acompanha as principais tendências, sempre no sentido de inovação, porém adaptando à realidade e necessidades locais. Queremos que o profissional aproveite ao máximo a jornada no evento e que isso tenha reflexo no seu trabalho diário.

Entrevista concedida a Renata Martins

Portfólio

© 2019 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
MakeUp in New York se desloca ao Javits Center para continuar seu crescimento

MakeUp in New York se desloca ao Javits Center para continuar seu crescimento

A última edição da feira MakeUp no NewYork, o evento B2B dedicado à cadeia de valor da indústria de maquiagem, foi um grande sucesso, segundo os organizadores. O evento, realizado nos dias 11 e 12 de setembro de 2019 no Center415 na 5th Avenue, Manhattan, recebeu mais de 3.800 visitantes, com crescimento de 12% do número de visitantes (...)

+ informações
Palavra de especialista
Victoria's Secret ou o fracasso de um posicionamento conservador

Laurence Bacilieri
Victoria’s Secret ou o fracasso de um posicionamento conservador

O cancelamento do show da Victoria’s Secret não chegou a ser uma surpresa. Em maio, o jornal New York Times já havia revelado que o desfile não teria mais patrocínio para a transmissão pela televisão. "A Victoria’s Secret precisa se reinventar para crescer. Por isso, decidimos repensar o tradicional Fashion Show da marca e criar um evento (...)

+ informações

Seções