Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Radar

Nivea abre SAC via WhatsApp

Pensando em inovação e aproximação com os consumidores, Nivea lançou uma nova ferramenta de interação com o público: o WhatsApp. No aplicativo, um dos meios de comunicação mais práticos e usados no Brasil, o consumidor Nivea poderá esclarecer dúvidas, fazer reclamações ou enviar sugestões que serão respondidas dentro do horário de atendimento. O foco é agregar agilidade e tecnologia à nova forma de contato com o público.

A ferramenta já está funcionando com o número (11) 99229-6834 e pode ser utilizada no horário do Atendimento SAC Nivea tradicional, das 8h às 18h, de segunda a sexta-feira. As mensagens automatizadas serão utilizadas somente fora dos horários de atendimento.

Os consumidores também podem continuar entrando em contato com a Nivea através do 0800 77 64832 ou 0800 77NIVEA, pelo aplicativo Nivea Conecta, além do Facebook, Instagram ou Twitter.

A Nivea pertence ao grupo alemão Beiersdorf, com sede em Hamburgo, que detém várias marcas, entre elas Eucerin, La Prairie e Labello.

© 2019 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
FCE Cosmetique aposta em atrações tecnológicas para profissionais da indústria cosmética

FCE Cosmetique aposta em atrações tecnológicas para profissionais da indústria cosmética

A próxima edição da FCE Cosmetique será realizada entre os dias de 21 a 23 de maio de 2019, no São Paulo Expo, e apresentará as principais inovações e tendências tecnológicas para o segmento da indústria cosmética. Em 2018, a mais grande exposição de tecnologia para a indústria cosmética no Brasil atraiu mais de 16 mil visitantes, entretanto, (...)

+ informações
Palavra de especialista
Solução vegan-friendly para um doce envelhecimento

Lipotec - Lubrizol
Solução vegan-friendly para um doce envelhecimento

Recebemos todos os dias notícias sobre o Aquecimento Global, e vemos imagens de suas consequências em todo o Planeta. O número de espécies de animais e plantas em perigo de extinção só aumenta e os governos ainda estão longe de promover leis que realmente ajudem a parar a mudança climática. Neste contexto, são os consumidores comuns que (...)

+ informações

Seções