Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Radar

Natura vai encerrar venda direta na França

A fabricante de cosméticos Natura informou o início de uma reestruturação de seu modelo de negócios na França, encerrando a venda direta naquele país até 31 de dezembro de 2016. A empresa tem cerca de 1.100 consultoras na França.

A loja da Natura em Paris

A loja da Natura em Paris

A Natura diz que o movimento é concentrado no mercado francês, com base no comportamento dos consumidores daquele país. “Diferentemente da América Latina, onde a venda por relações representa quase 30% do faturamento do setor de cosméticos, na França essa participação é de apenas 2%. No Brasil e na América Latina, a venda direta é e continuará a ser o principal canal da Natura”.

A loja da Natura em Paris

A loja da Natura em Paris

A estratégia de internacionalização da empresa em mercados maduros prevê foco em três canais: loja própria, e-commerce e varejistas multimarcas.

O foco em canais mais aderentes ao mercado francês ajudará a fortalecer o negócio da Natura na França,” diz a empresa.

A internacionalização da marca é um dos objetivos estratégicos da organização para os próximos anos. Atualmente, as operações internacionais já representam mais de 30% da receita líquida da empresa.

Portfólio

© 2016 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Luxe Pack prepara sua segunda edição em Los Angeles e anuncia nova locação em Nova York

Luxe Pack prepara sua segunda edição em Los Angeles e anuncia nova locação em Nova York

Luxe Pack, a feira B2B dedicado a embalagens de luxo, retornará na Costa Oeste para uma segunda edição na Los Angeles em 27 e 28 de fevereiro de 2019. Como no ano passado, o evento será realizado em conjunto com a MakeUp em Los Angeles, a feira B2B de acessórios, tendências e formulação de produtos de maquiagem e cuidados com a pele. O (...)

+ informações
Palavra de especialista
Green, Clean... e o que mais?

Pascale Brousse
Green, Clean... e o que mais?

A força da nova tendência é visível. Para ser desejável, um produto deve ser green, clean e cool, de preferência seguindo os modelos de marcas Indie e DNVB [1]. Green - porque ser natural tornou-se um princípio de base para qualquer produto. Clean - porque a ausência de substâncias poluentes ou duvidosas é outro pré-requisito importante. Cool (...)

+ informações

Seções