Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Radar

47% dos internautas só compram em loja física após pesquisarem na internet, diz estudo

Mais bem informado e maduro, o consumidor brasileiro tem utilizado cada vez mais a internet como um aliado na hora de ir às compras.

Um levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) com internautas que realizaram alguma compra on-line nos últimos 12 meses [1] mostra que 47% dos entrevistados sempre fazem pesquisas na internet antes de realizar alguma compra em loja física. Nesses casos, a maioria busca informações sobre preços (38%), detalhes e características daquilo que pretendem adquirir (22%) e também a opinião de outros clientes sobre a experiência de compra (10%).

Apenas 18% dos entrevistados compram direto em lojas físicas sem fazer qualquer consulta no ambiente virtual. Outros 35% recorrem à consulta apenas eventualmente, a depender do tipo de produto ou serviço que buscam.

De acordo com a pesquisa, os itens mais pesquisados na internet antes da aquisição na loja física são os eletrodomésticos (58%), smartphones (56%), eletrônicos (51%), roupas e acessórios (32%) e cosméticos e perfumes (30%). Quando precisam se informar sobre os produtos ou serviços que pretendem adquirir, 47% dos internautas buscam informações em sites que mensuram índices de reclamações, enquanto 35% preferem os sites ou aplicativos da própria empresa e 34% recorrem aos buscadores, como o Google, por exemplo.

Para o presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior, os empresários precisam romper com a separação entre varejo físico e on-line para proporcionar experiências mais completas aos seus clientes. “Houve um tempo em que o mundo virtual e o mundo físico não conversavam. Mas isso acabou. Hoje, os clientes se surpreendem quando a empresa não tem ao menos um canal de atendimento on-line. Isso acontece porque as pessoas estão todo o tempo conectadas, mas continuam sendo consumidores no sentido tradicional. Por isso, investir na qualidade da experiência de compra é entender que o cliente é ao mesmo tempo físico e virtual e tem transito livre entre os diferentes canais de venda e relacionamento”, afirma.

Observações

[1A pesquisa ouviu 815 consumidores de ambos os gêneros, todas as classes sociais, capitais do país e acima de 18 anos que fizeram alguma compra online nos 12 meses anteriores ao estudo, ocorrido entre os dias 08 e 18 de maio de 2018. A margem de erro é de no máximo 3,43 pp a uma margem de confiança de 95%. Baixe a íntegra da pesquisa em www.spcbrasil.org.br/pesquisas 

© 2018 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
FCE Cosmetique aposta em atrações tecnológicas para profissionais da indústria cosmética

FCE Cosmetique aposta em atrações tecnológicas para profissionais da indústria cosmética

A próxima edição da FCE Cosmetique será realizada entre os dias de 21 a 23 de maio de 2019, no São Paulo Expo, e apresentará as principais inovações e tendências tecnológicas para o segmento da indústria cosmética. Em 2018, a mais grande exposição de tecnologia para a indústria cosmética no Brasil atraiu mais de 16 mil visitantes, entretanto, (...)

+ informações
Palavra de especialista
Pele radiante logo pela manhã

Lipotec - Lubrizol
Pele radiante logo pela manhã

O empoderamento das mulheres as tornou conscientes de que sua liberdade não tem limites, e que elas podem ir tão longe quanto quiserem. Elas não se sentem como supermulheres capazes de fazer tudo com perfeição, mas abraçam a imperfeição e escolhem o que fazer com seu tempo. As mulheres de hoje escolhem aproveitar ao máximo sua vida sem (...)

+ informações

Seções