Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Mercados e tendências

Setor de cosméticos no Brasil registra a primeira queda em mais de 20 anos

O ano não prometia ser fácil. Com a inflação elevada, clima de instabilidade política, dólar nas alturas, nova lei de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e baixa confiança do mercado externo, o Brasil acumula duas quedas consecutivas no seu PIB: se no primeiro trimestre de 2015, a atividade econômica já havia retraído 0,7%, no pior início de ano desde 1996, no segundo, encolheu mais 1,9%, de acordo com dados do IBGE.

Entre as consequências do cenário de recessão estão o aumento da taxa de desemprego, que em julho chegou a 7,5%, e a diminuição da renda do trabalhador. Ambas refletem diretamente na intenção de consumo das famílias, que pela sétima vez consecutiva caiu, atingindo a mínima histórica de 81,8 pontos em agosto, um recuo de 32,3% em relação ao mesmo mês de 2014. Para a Confederação Nacional do Comércio (CNC), qualquer índice abaixo de 100 pontos revela insatisfação dos consumidores.

Nem o setor de beleza higiene pessoal resistiu desta vez e registrou sua primeira queda em um período de 23 anos. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), entre os meses de janeiro e abril de 2015, o segmento teve queda de 2,5%.

Responsável por 1,8% do PIB do país e apresentando crescimento médio anual de 10%, a indústria brasileira da beleza havia saído ilesa de outros momentos de crises graças ao chamado “efeito batom”. O fenômeno é observado em períodos de retração econômica, quando a população tende a trocar a compra de bens duráveis por artigos mais em conta, em especial, os de cuidados pessoais. Os consumidores investem em produtos de beleza a fim de melhorar a aparência e autoestima, o que pode interferir no competitivo mercado de trabalho.

Estudos realizados para a ABIHPEC estimam uma queda média de 7% no volume de vendas neste ano, podendo chegar a 17% em alguns itens.

© 2015 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Thermolat: novo ingrediente da Symrise tem ação aquecedora

Thermolat: novo ingrediente da Symrise tem ação aquecedora

O novo princípio ativo sensorial da Symrise proporciona uma suave sensação de calor sobre a pele, semelhante à de um raio de sol. Com o nome de Thermolat, ele foi desenvolvido para entrar na composição de cremes, géis e bálsamos e produz efeitos duradouros, com a vantagem de não provocar sensação de ardência ou queimação. "Comparado com o (...)

+ informações
Palavra de especialista
Oud - Ouro líquido da perfumaria

Alessandra Tucci
Oud - Ouro líquido da perfumaria

O agarwood - também chamada de gaharu, aloeswood ou simplesmente oud (oudh, em árabe) - é uma madeira resinosa citada em muitos livros sagrados, principalmente orientais, e que é muito valorizada. A matéria-prima utilizada na perfumaria, porém, não vem propriamente da madeira da árvore, mas de uma resina formada dentro de seus troncos. A (...)

+ informações

Seções