Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Embalagem e design

Cosmogen: “Estamos contemplando a possibilidade de produzir no Brasil.”

Em 2013, a Cosmogen, marca francesa de aplicadores de cosméticos, registrou um faturamento global de 21 milhões de euros (R$ 64 milhões) e duplicou suas vendas no Brasil – país que hoje representa 15% dos negócios da empresa. Flavio Unikowsky, diretor América Latina da Cosmogen, explica à Brazil Beauty News de que maneira a empresa vem lidando com o mercado brasileiro de cosméticos.

Flavio Unikowsky, Cosmogen

Flavio Unikowsky, Cosmogen

Brazil Beauty News - A Cosmogen começou a operar no Brasil há apenas quatro anos. Hoje o país já representa 15% do volume de negócios da empresa. Quais as razões desse sucesso?

Flavio Unikowsky - O mercado brasileiro de cuidados pessoais, incluindo tratamentos para pele e cosméticos cores, cresceu muito nos últimos cinco anos. Embora o mercado - em particular o segmento de maquiagem - esteja altamente concentrado nas mãos de um punhado de grandes companhias, temos observado que muitos segmentos estão crescendo rapidamente. A Cosmogen forneceu a essas empresas uma ampla carteira de embalagens e aplicadores que ofereciam um diferencial em relação aos concorrentes. Apesar de ter dado sinais de fraqueza recentemente, o mercado continua registrando um sólido crescimento e algumas companhias e segmentos ainda apresentam taxas de expansão impressionantes.

Brazil Beauty News - Dizem que o acesso ao mercado brasileiro é extremamente difícil para empresas estrangeiras.

Flavio Unikowsky - É verdade. Concretamente, as dificuldades provêm das elevadas tarifas alfandegárias que incidem sobre as importações e das barreiras técnicas que freiam as trocas comerciais, mas também da ausência de uma cultura de comércio internacional. Na época da hiperinflação [1], era muito arriscado comprar em moeda estrangeira. Outro fator é a importância das vendas diretas no Brasil. A confiabilidade - e eficiência - da cadeia de abastecimento é um fator determinante para o sucesso nesse setor, e uma boa maneira de alcançar esse objetivo é usar recursos nativos. No entanto, com a crescente concorrência de marcas estrangeiras de luxo e o salto de qualidade dos produtos locais, os fabricantes brasileiros de cosméticos têm se interessado cada vez mais por inovações e tipos diferenciados de embalagem, inclusive pelos que são produzidos por empresas estrangeiras.

Mas a verdade é que o Brasil ainda é um país muito focalizado na produção local.

Brazil Beauty News - Isso significa que a Cosmogen terá que produzir no Brasil para conquistar maior espaço no mercado?

Flavio Unikowsky - É uma das opções que estamos contemplando. Como a Cosmogen não opera nenhuma fábrica própria, a empresa tem a possibilidade de produzir em qualquer lugar do globo. Essa flexibilidade é um dos nossos pontos fortes e já começamos a procurar pelos parceiros ideais.

Entrevista concedida a Vincent Gallon

Observações

[1O período de hiperinflação no Brasil, que durou 14 anos (1980 a 1994), foi marcado por taxas anuais de inflação com três a quatro dígitos.

© 2014 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Centdegrés desenha o novo eau de parfum masculino de Eudora, Impression

Centdegrés desenha o novo eau de parfum masculino de Eudora, Impression

O recém lançado eau de parfum masculino de Eudora, Impression, fala de um homem sofisticado, que soube criar e aproveitar as oportunidades que a vida lhe deu para evoluir. Com notas amadeiradas e ambaradas, a fragrância é baseada em cistus labdanum, musk e patchouli. A Centdegrés foi escolhida para representar através do design do (...)

+ informações
Palavra de especialista
EUA: Varejo em festa no feriadão

Laurence Bacilieri
EUA: Varejo em festa no feriadão

Nos Estados Unidos, os resultados das vendas do fim de semana de Thanksgiving (24-27 de novembro) prometem deixar o varejo de excelente humor. Neste ano, 45% dos americanos já tinham começado a fazer as compras para as festas antes de 1° de novembro. Embora 79% dos comerciantes tivessem lançado descontos e promoções mais cedo que no ano (...)

+ informações

Seções