Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Empresas e indústria

Com prateleira fixa em Paris, a brasileira Granado atrai novos mercados

Em 2013, o Grupo Granado, formado por duas das mais tradicionais empresas brasileiras de cosméticos, a Granado e a Phebo, participou do projeto comercial Le Brésil Rive Gauche, que levou cerca de 120 marcas brasileiras de roupas, alimentos e decoração, entre outros segmentos, para a luxuosa loja de departamento parisiense Le Bon Marché.

O evento durou três meses, mas as vendas da Granado foram tão positivas, que o que deveria ser temporário acaba de se tornar permanente: as duas marcas brasileiras conquistaram de vez seu espaço em Paris. E que espaço. O estande de 40 m2 foi projetado por uma equipe francesa, reproduzindo o ambiente da primeira loja da Granado, a botica mais antiga do Brasil, que foi inaugurada em 1870 no centro do Rio de Janeiro, tendo entre seus ilustres clientes até o Imperador Dom Pedro II.

Granado at Le Bon Marché

Granado at Le Bon Marché

Formada por brasileiros que moram em Paris, turistas estrangeiros e principalmente franceses, a clientela da Granado na Le Bon Marché já dispõe de cerca de 160 itens das duas marcas, que são comercializadas ao lado de grandes grifes internacionais de cosméticos, como Giorgio Armani e Tom Ford. “Para nós, é uma satisfação saber que Granado e Phebo também são muito queridas entre os franceses, um público acostumado aos melhores produtos do mercado”, afirma Luiza Ferrez, relações públicas do Grupo Granado.

Entre os artigos da Phebo, o sabonete em barra Odor de Rosas (€ 3,50) é o mais vendido na loja e no site da Le Bon Marché, seguido do sabonete Alfazema Provençal (€ 3,50) e a água de colônia Figo da Turquia (€ 28). Da Granado, os produtos mais procurados são os das linhas Pink, para mãos, unhas, pés e pernas; e Vintage, com sabonetes, difusores e hidratantes. A fragrância Carioca, com notas cítricas e de bergamota, foi lançada pela Granado diretamente em Paris. “A ideia era desenvolver uma fragrância exclusiva que unisse o frescor do mar, a opulência da floresta e um toque chic, adequado ao público da Le Bon Marché”, explica Ferrez.

O sucesso da empresa brasileira em território francês é creditado a diferentes fatores: “Achamos que é o conjunto: produtos de qualidade, desenvolvidos a partir de glicerina pura vegetal e extratos de plantas e flores do Brasil, embalagens diferenciadas e preços justos”.

Pink range by Granado

Pink range by Granado

Mesmo sem focar no mercado externo, a simples presença da Granado e Phebo nas prateleiras da loja francesa, conhecida por ditar tendências, já garantiu ao grupo negócios com três novos países. “Com a exposição na Le Bon Marché, fechamos exportações para Japão, Inglaterra e Grécia”, diz Luiza Ferrez. Em Tóquio, produtos da empresa brasileira poderão ser encontrados na badalada lojas de departamentos Isetan. Em Londres, na Frescobol Carioca, de moda praia e acessórios. E em Atenas, nas lojas Palmes, especializadas em lingeries finas.

Até o momento, as vendas para estes países são consideradas pontuais e o objetivo da Granado segue sendo a expansão no mercado brasileiro. No ano passado, as vendas da companhia subiram 18,5%, atingindo R$ 284 milhões. O valor é quase 20 vezes maior do que quando a empresa foi adquirida pelo inglês Christopher Freeman, há 20 anos, dando início à reestruturação da marca, que se associou à gigante americana Sara Lee, em 1998, e incorporou a Phebo, em 2004.

A previsão para 2014 é que o faturamento da Granado continue a crescer na faixa dos 20%. Fabricando 13 milhões de unidades por mês, com 400 produtos em seu catálogo, o grupo emprega hoje aproximadamente 1.200 funcionários e conta com mais de 30 lojas próprias no Brasil, além do comércio virtual.

Renata Martins

Portfólio

© 2014 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

As feiras FCE Cosmetique e FCE Pharma, que aconteceram entre os dias 23 e 25 de maio de 2017, receberam 15.400 visitantes e registrou um crescimento de 9%, em comparação com o ano anterior. Na cerimônia de abertura, Geraldo Alckmin, o Governador do Estado de São Paulo, destacou os esforços do Governo para o desenvolvimento das (...)

+ informações
Palavra de especialista
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Laurence Bacilieri
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Nos Estados Unidos, o comércio varejista vem registrando uma queda contínua do faturamento. O setor está passando por profundas mudanças, com a falência de 3.500 lojas, sem falar nas dificuldades que têm enfrentado as redes Macys e Sears & K-Mart. A exemplo do setor bancário, os grandes protagonistas do varejo americano estão (...)

+ informações

Seções