Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Radar

Oriflame poderia se expandir para Brasil e EUA

A empresa Sueca de cosméticos Oriflame pode entrar no Brasil e nos Estados Unidos em alguns anos, disse Magnus Brännström seu presidente-executivo, em uma entrevista com Helena Soderpalm da Reuters.

Magnus Brännström, o presidente-executivo da Oriflame

Magnus Brännström, o presidente-executivo da Oriflame

A empresa de vendas diretas de cosméticos está presente em mais de 60 países no mundo inteiro. Seu maior mercado hoje é a Rússia mas os negócios da empresa no país foram gravemente afetados pelos recentes acontecimentos políticos e econômicos. De acordo com Brännström, no longo prazo, países asiáticos devem responder pela fatia principal das vendas da Oriflame, com China e Índia provavelmente se tornando seu maior mercado individual.

A linha EcoBeauty da Oriflame

A linha EcoBeauty da Oriflame

No entanto o presidente-executivo da Oriflame também vê oportunidades no E.U.A e no Brasil, embora esses mercados requerem intensivos recursos. "Isso pode acontecer bem rápido", disse Brännström à Reuters

© 2016 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Centdegrés desenha o novo eau de parfum masculino de Eudora, Impression

Centdegrés desenha o novo eau de parfum masculino de Eudora, Impression

O recém lançado eau de parfum masculino de Eudora, Impression, fala de um homem sofisticado, que soube criar e aproveitar as oportunidades que a vida lhe deu para evoluir. Com notas amadeiradas e ambaradas, a fragrância é baseada em cistus labdanum, musk e patchouli. A Centdegrés foi escolhida para representar através do design do (...)

+ informações
Palavra de especialista
EUA: Varejo em festa no feriadão

Laurence Bacilieri
EUA: Varejo em festa no feriadão

Nos Estados Unidos, os resultados das vendas do fim de semana de Thanksgiving (24-27 de novembro) prometem deixar o varejo de excelente humor. Neste ano, 45% dos americanos já tinham começado a fazer as compras para as festas antes de 1° de novembro. Embora 79% dos comerciantes tivessem lançado descontos e promoções mais cedo que no ano (...)

+ informações

Seções