Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Radar

Oriflame poderia se expandir para Brasil e EUA

A empresa Sueca de cosméticos Oriflame pode entrar no Brasil e nos Estados Unidos em alguns anos, disse Magnus Brännström seu presidente-executivo, em uma entrevista com Helena Soderpalm da Reuters.

Magnus Brännström, o presidente-executivo da Oriflame

Magnus Brännström, o presidente-executivo da Oriflame

A empresa de vendas diretas de cosméticos está presente em mais de 60 países no mundo inteiro. Seu maior mercado hoje é a Rússia mas os negócios da empresa no país foram gravemente afetados pelos recentes acontecimentos políticos e econômicos. De acordo com Brännström, no longo prazo, países asiáticos devem responder pela fatia principal das vendas da Oriflame, com China e Índia provavelmente se tornando seu maior mercado individual.

A linha EcoBeauty da Oriflame

A linha EcoBeauty da Oriflame

No entanto o presidente-executivo da Oriflame também vê oportunidades no E.U.A e no Brasil, embora esses mercados requerem intensivos recursos. "Isso pode acontecer bem rápido", disse Brännström à Reuters

© 2016 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

As feiras FCE Cosmetique e FCE Pharma, que aconteceram entre os dias 23 e 25 de maio de 2017, receberam 15.400 visitantes e registrou um crescimento de 9%, em comparação com o ano anterior. Na cerimônia de abertura, Geraldo Alckmin, o Governador do Estado de São Paulo, destacou os esforços do Governo para o desenvolvimento das (...)

+ informações
Palavra de especialista
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Laurence Bacilieri
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Nos Estados Unidos, o comércio varejista vem registrando uma queda contínua do faturamento. O setor está passando por profundas mudanças, com a falência de 3.500 lojas, sem falar nas dificuldades que têm enfrentado as redes Macys e Sears & K-Mart. A exemplo do setor bancário, os grandes protagonistas do varejo americano estão (...)

+ informações

Seções