Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Ciência e P&D

IFSCC 2017: Poluição e Ásia, dois grandes polos de pesquisas no setor de cosméticos

De 23 a 25 de outubro, Seul acolheu a 24ª edição da conferência da IFSCC (International Federation of Societies of Cosmetic Chemists). O evento reuniu especialistas dos mais diversos países para dialogar sobre os recentes avanços científicos que têm agitado o universo dos cosméticos. Mais de 550 pessoas assistiram às 30 palestras apresentadas nos salões do Grand Intercontinental Hotel de Seul e às 300 sessões de exibição de pôsteres. Veja a seguir um resumo dos principais temas abordados durante o evento.

A poluição e seu efeitos

A busca de meios para proteger a pele dos efeitos nocivos da poluição novamente foi tema de um grande número de palestras e pôsteres. Seja do ponto de vista dos modelos de estudo, dos ingredientes disponíveis ou dos alvos biológicos atingidos, a questão da poluição vem englobando um campo cada vez mais vasto, integrando aos poucos novos elementos.

A BASF, por exemplo, desenvolveu um aparelho que permite simular a exposição dos cabelos tanto aos gases de escape como à radiação UV. "Existem poucos trabalhos que estudam o impacto da poluição sobre os cabelos, mas sabemos muito bem que a composição e o aspecto dos fios mudam quando eles são expostos à poluição. A máquina que criamos reproduz o que acontece na realidade, sendo equipada com um sistema que modula o nível de exposição", explica Zhi Rao, da BASF China. A Shiseido, ilustrando na prática o efeito de repulsão gerado pela força eletrostática, apresentou um polímero à base de fosforilcolina que impede a aderência de partículas finas e de pólen à pele. Já a Gattefossé, em parceria com a Cytoo, levou à conferência um equipamento especial desenvolvido com o objetivo de analisar os efeitos biológicos que a luz de computadores pode ter sobre a pele. As duas empresas demonstraram o impacto significativo que a exposição a diversos tipos de tela tem sobre a função e a dinâmica mitocondrial dos fibroblastos cutâneos. A Silab, por sua vez, compartilhou os resultados de seus estudos sobre a mitocôndria e o estresse celular.

Peles asiáticas

A localização do evento, na Ásia, foi uma excelente oportunidade para a apresentação de estudos específicos sobre esse mercado. Um bom exemplo é o trabalho que buscou estabelecer uma correlação entre os parâmetros da pele e a análise genômica de 411 mulheres coreanas, possibilitando a identificação de novos marcadores de envelhecimento. Um outro estudo, desenvolvido com 5.205 indivíduos asiáticos, demonstrou de maneira evidente que, com o envelhecimento, além do aumento das rugas e da diminuição da elasticidade da pele, outro importante marcador da idade é o diâmetro dos poros. Para terminar, a empresa Amore Pacific – a primeira a comercializar produtos cushion e ainda hoje líder desse segmento – compartilhou os resultados de um estudo sobre as novas expectativas referentes a esse tipo de produto em três países asiáticos (Malásia, Cingapura e Tailândia).

Microbiota, sustentabilidade e eficácia

A conferência abordou também alguns dos principais temas que têm mobilizado a indústria de cosméticos atualmente: a barreira cutânea, a microbiota, a arte de formular produtos mais eficazes e mais sustentáveis e a formulação de produtos de maquiagem.

No ano que vem, a IFSCC organiza não uma conferência, mas seu 30° congresso. O evento será realizado na Alemanha, de 18 a 21 de setembro de 2018.

Régine Frick
(Tradução: Maria Marques)


Portfólio

© 2017 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Thermolat: novo ingrediente da Symrise tem ação aquecedora

Thermolat: novo ingrediente da Symrise tem ação aquecedora

O novo princípio ativo sensorial da Symrise proporciona uma suave sensação de calor sobre a pele, semelhante à de um raio de sol. Com o nome de Thermolat, ele foi desenvolvido para entrar na composição de cremes, géis e bálsamos e produz efeitos duradouros, com a vantagem de não provocar sensação de ardência ou queimação. "Comparado com o (...)

+ informações
Palavra de especialista
Oud - Ouro líquido da perfumaria

Alessandra Tucci
Oud - Ouro líquido da perfumaria

O agarwood - também chamada de gaharu, aloeswood ou simplesmente oud (oudh, em árabe) - é uma madeira resinosa citada em muitos livros sagrados, principalmente orientais, e que é muito valorizada. A matéria-prima utilizada na perfumaria, porém, não vem propriamente da madeira da árvore, mas de uma resina formada dentro de seus troncos. A (...)

+ informações

Seções