Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Empresas e indústria

Trajetória da Ikesaki acompanha a evolução do mercado da beleza no Brasil

Com a inauguração de duas hiperlojas em 2015 e investimentos na expansão das vendas online, o Grupo Ikesaki celebra 50 anos e consolida sua hegemonia como varejo multicanal.

Com um faturamento anual de cerca de US$45 bilhões, o mercado brasileiro de cosméticos atrai investidores de todos os portes. Mas imagine como era o cenário cinco décadas atrás. Os anos 1960 foram marcados pela explosão do conceito de juventude e a ascensão da vaidade feminina. Porções generosas de spray fixador, cores vibrantes, cílios postiços e delineadores apontavam para um novo modelo de beleza.

Hirofumi Ikesaki no lançamento de seu livro

Hirofumi Ikesaki no lançamento de seu livro

Aí foi dada a largada para o crescimento desenfreado do consumo de cosméticos no Brasil e Hirofumi Ikesaki, fundador e presidente do Grupo Ikesaki, soube, como poucos, aproveitar essa oportunidade. Da inauguração do primeiro hipermercado do setor em São Paulo à construção de um verdadeiro império da beleza profissional, a Ikesaki tornou-se referência em varejo multimarca, treinamento técnico e soluções para salões de beleza e clínicas de estética.

Desde 2007, o Grupo inaugurou seis novas lojas espalhadas pela capital paulista e lançou sua plataforma de comércio online, que conta com uma área de acesso restrito para profissionais, assim como as lojas físicas. A previsão é que mais duas hiperlojas sejam abertas ainda neste ano. Em entrevista para o Brazil Beauty News, Elcio Arfelli, diretor geral da Ikesaki, fala sobre os desafios e as oportunidades do multicanal e conta como tudo começou. A trajetória de Hirofumi é tema do livro ‘Ikesaki’, lançado em comemoração aos 50 anos de história do Grupo.

Brazil Beauty News – Como surgiu a ideia de investir no segmento da beleza no país?

Elcio Arfelli – A ideia surgiu quando Hirofumi Ikesaki, que até então vendia produtos químicos para tinturarias em São Paulo, percebeu que as filhas e esposas dos tintureiros estavam montando seus próprios salões de beleza. Com isso, paralelamente ao negócio que operava, iniciou a comercialização de cosméticos para os salões improvisados que foram surgindo. A venda dos produtos tomou grandes proporções, possibilitando a inauguração de uma moderna loja no coração do bairro da Liberdade. Nascia ali o primeiro supermercado de cosméticos do Brasil, que transformaria completamente o setor. Com produtos distribuídos em gôndolas, em um inédito sistema de autosserviço, não demorou para a loja virar o ponto de encontro dos cabeleireiros da cidade. A inovação e a visão de futuro sempre foram os principais componentes do espírito empreendedor de Ikesaki.

Brazil Beauty News – Quais foram os maiores desafios do Grupo para conquistar tanto o mercado profissional quanto com o consumidor final?

Elcio Arfelli – O atendimento aos profissionais de beleza está no DNA da empresa. O formato da loja, ainda na década de 1960, era repleto de novidades, o que ajudou a construir o mercado que conhecemos hoje. Ao disponibilizar a presença de demonstradoras especializadas, a Ikesaki auxiliou os clientes na escolha de produtos adequados às suas necessidades. Além disso, a criação de um centro técnico dentro da loja foi determinante para consolidar a parceria com profissionais de beleza, uma vez que, no mesmo local, o cliente poderia ter acesso a produtos, informações técnicas e aprimoramento profissional. A especulação que se criou por ser a primeira loja do Brasil onde eles podiam experimentar os produtos mais modernos do mercado fez com que a Ikesaki atraísse também os consumidores finais. Ao longo dos anos, essa relação de confiança se estreitou cada vez mais.

Hiperloja da Ikesaki em Tucuruvi

Hiperloja da Ikesaki em Tucuruvi

Brazil Beauty News – Quais são os principais diferenciais que garantem o sucesso da Ikesaki como multicanal?

Elcio Arfelli – O principal desafio está em como promover a integração dos diferentes canais para oferecer os melhores serviços aos clientes, sejam eles profissionais ou não. Os canais de televendas e vendas externas são bastante eficientes. Entretanto, estamos dedicando um cuidado especial ao recente lançamento da nossa loja virtual, visando manter todos os pilares da marca em qualquer ponto de contato com o cliente. Esta não é uma tarefa fácil quando falamos de web, mas continuaremos trabalhando como guardiões do mercado profissional, da disponibilização de orientação técnica, do oferecimento de conteúdo editorial e, principalmente, como um ponto de convergência entre profissionais e consumidores.

Brazil Beauty News – Qual será o foco dos investimentos em 2015?

Elcio Arfelli – Em 2015 serão lançadas duas novas hiperlojas físicas. Serão mais de 2.000 m², 20 mil itens, centro técnico para aperfeiçoamento profissional, showroom de móveis para clínicas e cabeleireiros, espaço exclusivo para profissionais, apoio de consultoras especializadas e conteúdo atualizado para deixar profissionais e consumidores sempre em dia com as últimas novidades. O comércio virtual também será nosso foco de investimentos, com a implantação do ‘Top Salon Store’, um projeto inovador de parceria com salões de beleza.

Fernanda Bonifacio

Portfólio

© 2015 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

As feiras FCE Cosmetique e FCE Pharma, que aconteceram entre os dias 23 e 25 de maio de 2017, receberam 15.400 visitantes e registrou um crescimento de 9%, em comparação com o ano anterior. Na cerimônia de abertura, Geraldo Alckmin, o Governador do Estado de São Paulo, destacou os esforços do Governo para o desenvolvimento das (...)

+ informações
Palavra de especialista
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Laurence Bacilieri
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Nos Estados Unidos, o comércio varejista vem registrando uma queda contínua do faturamento. O setor está passando por profundas mudanças, com a falência de 3.500 lojas, sem falar nas dificuldades que têm enfrentado as redes Macys e Sears & K-Mart. A exemplo do setor bancário, os grandes protagonistas do varejo americano estão (...)

+ informações

Seções