Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Empresas e indústria

"O perfume jamais perderá a aura de sonho, mas ele precisa alçar novos voos", afirma Olivier de Lisle, Firmenich

Que perspectivas despontam no horizonte do mercado mundial de perfumes? Olivier de Lisle, encarregado da divisão Fine Fragrance da Firmenich, conversou com Brazil Beauty News sobre os novos desafios relativos ao crescimento, abastecimento e desenvolvimento do setor.

Olivier de Lisle, Firmenich

Olivier de Lisle, Firmenich

Brazil Beauty News - O senhor sente tranquilidade em relação à evolução do mercado de perfumes?

Olivier de Lisle – Do ponto de vista quantitativo, com base em informações recentes de nossos clientes e em dados relativos ao circuito de lojas especializadas, o mercado parece estável. Economicamente, muitas regiões importantes, como Europa e Rússia, estão atravessando momentos difíceis. Do outro lado do Atlântico, a economia brasileira vem perdendo fôlego. Embora a dinâmica dos países do Golfe e da Ásia compense, em parte, essa desaceleração, ela não é suficiente para dar um impulso positivo.

Mas, a bem da verdade, essa situação não nos aflige: podemos crescer muito bem, mesmo com o mercado estagnado.

Brazil Beauty News - Paralelamente a todas as dificuldades relacionadas com a conjuntura, estaria havendo também uma transformação nos hábitos de consumo e compra no segmento de perfumes?

Olivier de Lisle - Existem muitas maneiras de "consumir" perfume atualmente. Fora dos circuitos tradicionais e das redes de lojas especializadas, existem muitas alternativas. Em certos países, as vendas diretas representam uma fatia importante do mercado. Outro segmento que vem crescendo bastante é o de specialty retail, como Victoria Secret nos Estados Unidos, Yves Rocher na França e O Boticário no Brasil. Esse circuito de lojas tem demonstrado boa saúde, em particular junto ao público jovem, porque oferece um universo próprio caracterizado por proximidade, o que resulta em uma experiência de compra diferente.

Na categoria luxo, constatamos o mesmo fenômeno com os perfumes de prestígio. As marcas que dispõem de lojas próprias, como Dyptique e Jo Malone, atraem clientes em busca de uma experiência exclusiva na hora de comprar. Graças a recentes aquisições de marcas alternativas, alguns grandes grupos do setor de cosméticos, como Estée Lauder e Puig, poderão atrair um público que eles nunca tinham conseguido conquistar ou que, por alguma razão, tinham perdido.

Brazil Beauty News - A Firmenich trabalha muito com novas marcas alternativas?

Olivier de Lisle – O objetivo da empresa é criar perfumes que garantam sucesso aos clientes. Nosso trabalho é voltado principalmente para a criação de fragrâncias clássicas, mas também apostamos em outros tipos de empreendimento, como fizemos com a empresa "Le Labo". Portanto, minha resposta é sim, a perfumaria alternativa, embora represente apenas uma pequena parte das atividades, é um segmento bem presente na Firmenich. Trata-se de um trabalho que permite criar sem tantos freios, o que de certa forma é estimulante para os profissionais que idealizam os perfumes. Vale lembrar que dispomos de apenas 12 perfumistas em Paris, cidade onde se situa nosso maior centro de criação de fragrâncias. A perfumaria ainda mantém muitas semelhanças com uma atividade artesanal. É assim que podemos oferecer aos clientes serviços sob medida.

Brazil Beauty News - É verdade que os problemas ligados à regulamentação e ao abastecimento em ingredientes têm um peso cada vez maior na criação de perfumes?

Olivier de Lisle – Sim, é verdade. As mudanças na regulamentação nos obrigam a explorar novos campos de criatividade, mas dentro de fronteiras bem delimitadas. A inovação se tornou um item indispensável, com a busca de novos ingredientes e, provavelmente, o uso cada vez mais difundido de produtos de origem natural.

A questão do abastecimento também é crucial. Além de criar fragrâncias, a Firmenich é o maior fornecedor mundial de ingredientes para perfumes. Precisamos garantir, para nossos clientes, total segurança no abastecimento, tanto em termos qualitativos como quantitativos e econômicos. Em perfumaria, identificamos atualmente uma centena de matérias-primas críticas, para as quais é necessário garantir um patamar mínimo de estabilidade de preços e qualidade. Muitas dessas matérias-primas provêm de países vítimas de êxodo rural, onde as terras cultivadas são abandonadas por agricultores que partem para grandes metrópoles sem bilhete de volta. Na Índia, no Laos, em Uganda e no Haiti, por exemplo, estamos investindo em programas de apoio à população rural, para que os agricultores possam continuar plantando com a garantia de uma renda estável e de um mercado onde possam comercializar a produção no longo prazo. Oferecemos, a essas pessoas, uma remuneração segura, com a qual eles podem plantar, investir e inovar. Essa estrutura foi desenvolvida como um sistema permanente de apoio.

Brazil Beauty News - Que desafios o futuro deve trazer?

Olivier de Lisle – O maior desafio é estar sempre se adaptando à evolução do mercado. Sabemos que hoje o cliente pensa duas vezes na hora de comprar artigos de luxo, e que o perfume está sujeito à concorrência de outros produtos, principalmente do setor de novas tecnologias. Mas o perfume jamais perderá a aura de sonho: ele sempre fará brotar emoções intensas. Os hábitos de consumo evoluíram muito e ainda vão passar por grandes transformações. Mesmo com todas as mudanças, inclusive nas maneiras de se perfumar e de promover o perfume, ele sempre será um elemento importante da sociedade. Cabe a nós transpor essas fronteiras e conquistar novos horizontes.


Entrevista concedida a Kristel Milet e Vincent Gallon
Tradução: Maria Marques

© 2015 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Centdegrés desenha o novo eau de parfum masculino de Eudora, Impression

Centdegrés desenha o novo eau de parfum masculino de Eudora, Impression

O recém lançado eau de parfum masculino de Eudora, Impression, fala de um homem sofisticado, que soube criar e aproveitar as oportunidades que a vida lhe deu para evoluir. Com notas amadeiradas e ambaradas, a fragrância é baseada em cistus labdanum, musk e patchouli. A Centdegrés foi escolhida para representar através do design do (...)

+ informações
Palavra de especialista
EUA: Varejo em festa no feriadão

Laurence Bacilieri
EUA: Varejo em festa no feriadão

Nos Estados Unidos, os resultados das vendas do fim de semana de Thanksgiving (24-27 de novembro) prometem deixar o varejo de excelente humor. Neste ano, 45% dos americanos já tinham começado a fazer as compras para as festas antes de 1° de novembro. Embora 79% dos comerciantes tivessem lançado descontos e promoções mais cedo que no ano (...)

+ informações

Seções