Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Empresas e indústria

Lush retorna ao país com sua maior loja do mundo

Chega de saudade. Os brasileiros fãs da marca britânica de cosméticos sustentáveis Lush já não precisam mais trazer na mala de viagem ao exterior seus produtos feitos à mão a partir de ingredientes frescos. Após sete anos de seu fechamento no Brasil, onde chegou a ter 25 franquias, a Lush está de volta ao país e em grande estilo.

Criada há 18 anos, e com 900 pontos de venda distribuídos em 51 países, a empresa inaugurou no último mês de junho, na cidade de São Paulo, a sua maior loja do mundo. Com 400 m2 e um projeto ecológico, que inclui gestão de água, eficiência energética e móveis de madeira de demolição, a flagship instalada no luxuoso bairro dos Jardins também traz o primeiro Lush Spa da América Latina, que oferece tratamentos multissensoriais e está presente no Reino Unido, França, Estados Unidos, Japão e Coreia.

Loja da Lush em São Paulo

Loja da Lush em São Paulo

O Brasil é, cada vez mais, um mercado muito atraente para a indústria de cosméticos e para o varejo. O país vem se consolidando como uma economia estável e em ascensão. Para nós, faz todo sentido estar aqui”, afirma Renata Pagliarussi, gerente geral de operações da Lush no Brasil.

Se o cenário econômico do país não é o mesmo que há sete anos, a estratégia da Lush também é diferente agora: a loja brasileira será dirigida pela central britânica. “Naquela época, a operação brasileira era conduzida por um parceiro local, que enfrentou dificuldades financeiras. A Lush inglesa tentou salvar o negócio, mas não foi possível. Percebemos que nossa experiência hoje é tamanha, que é muito melhor que sejamos nós mesmos a conduzir nossas lojas”, explica a gerente.

Conhecida (e querida) mundialmente por suas convicções, como apoiar iniciativas de comércio justo e comunitário, não negociar com empresas que fazem testes em animais e combater o excesso de embalagens, a Lush Brasil investiu na construção de uma fábrica própria na cidade de Bom Jesus dos Perdões, interior de São Paulo.

O consumidor brasileiro entende e valoriza conceitos como responsabilidade social, sustentabilidade e ética em todas as relações. Está muito mais exigente do que há sete anos e nossa filosofia e atuação vêm ao encontro dessas demandas”, diz Pagliarussi.

Dando ênfase ao uso de ingredientes naturais, como frutas e vegetais orgânicos, a empresa ainda não tem contrato com fornecedores brasileiros, pois ainda está em fase de licenciamento da manufatura. “Já contratamos um time experiente para fazer a busca por produtores locais. Nosso objetivo é ter o maior número possível de matérias primas compradas no Brasil”, acrescenta Pagliarussi. Há dois anos, a Lush criou o Slush Fund, fundo destinado a projetos sociais em diferentes países.

Condicionador corporal Ro's Argan

Condicionador corporal Ro’s Argan

Na loja em São Paulo, já estão disponíveis mais de 300 produtos da Lush, entre eles os best-sellers da marca: condicionador corporal Ro’s Argan, sabonete Honey I Washed the Kids, creme para o corpo Dream Cream, bomba de sais de banho efervescente Sex Bomb e shampoo sólido de canela, cravo e menta. Os clientes brasileiros também encontram novidades nas prateleiras, como a linha de maquiagem Emotional Brilliance, lançada há dois anos, com produtos e cores associados a sentimentos e emoções.

Com uma receita global que gira em torno de US$ 600 milhões, a Lush quer expandir seus negócios no Brasil. O planejamento inicial para o retorno ao país prevê a abertura de 30 unidades, além de uma loja virtual. “Muitos clientes pediam a volta da Lush e compravam nossos produtos pelo site inglês quando viajavam. É muito gratificante poder voltar ao país e ter tamanha aceitação dos clientes, novos e antigos”, comemora Renata Pagliarussi.

Renata Martins

Portfólio

© 2014 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

As feiras FCE Cosmetique e FCE Pharma, que aconteceram entre os dias 23 e 25 de maio de 2017, receberam 15.400 visitantes e registrou um crescimento de 9%, em comparação com o ano anterior. Na cerimônia de abertura, Geraldo Alckmin, o Governador do Estado de São Paulo, destacou os esforços do Governo para o desenvolvimento das (...)

+ informações
Palavra de especialista
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Laurence Bacilieri
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Nos Estados Unidos, o comércio varejista vem registrando uma queda contínua do faturamento. O setor está passando por profundas mudanças, com a falência de 3.500 lojas, sem falar nas dificuldades que têm enfrentado as redes Macys e Sears & K-Mart. A exemplo do setor bancário, os grandes protagonistas do varejo americano estão (...)

+ informações

Seções