Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Mercados e tendências

Identidade brasileira pode ser peça-chave para sucesso na Europa

Marcas que investem em sustentabilidade, criatividade e inovação têm diferencial competitivo no mercado global de cosméticos.

Identidade que remeta ao país de origem e versatilidade para se adaptar a novos mercados são características importantes para que uma marca brasileira de cosméticos seja comercializada fora do país.

Natura, Granado e Surya Brasil são exemplos de empresas nacionais que atuam no mercado europeu. Na França há mais de uma década, a Natura estende a entrega de seus produtos a países vizinhos, incluindo Portugal, Espanha, Alemanha, Suíça, Itália, Luxemburgo, Países Baixos, Áustria, Irlanda, Bélgica e Reino Unido por meio da compra online no site francês da marca.

Já a Granado chegou ao país em 2015, através de um contrato com a loja de departamentos parisiense Le Bon Marché. Recentemente, a empresa vendeu 35% do negócio para a espanhola Puig e agora visa a ampliar seu espaço na Europa e ingressar no mercado norte-americano. Os produtos da Surya Brasil também estão disponíveis em países da Europa, Ásia e América Latina, além de Arábia Saudita, EUA e Canadá.

A identidade brasileira presente nos produtos nacionais de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos é um dos principais atrativos para o mercado internacional, em especial o europeu”, explica Gueisa Silverio, gerente do projeto Beautycare Brasil, um convênio entre a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) para promover a internacionalização das empresas brasileiras do setor. “Além disso, os nossos diferenciais em inovação, tecnologia e sustentabilidade vêm promovendo a competitividade do Brasil no mercado global”, ela completa.

Shower gel a base de frutas brasileiras, da Ikove

Shower gel a base de frutas brasileiras, da Ikove

Marcas-nicho brasileiras como Feito Brasil, Chamma da Amazônia, Kapeh, Avatim e Ikove reúnem esses requisitos, que podem aumentar seu diferencial competitivo no mercado europeu e ajudar a expandir as fronteiras das vendas em tempos de retração da economia.

Criada em 2004, com sede em Mandaguaçu, Paraná, a Feito Brasil evidencia a brasilidade não só nas matérias-primas – papaia, damasco, tangerina, água de coco e café –, como também nas embalagens e na concepção das linhas, que celebram destinos, manifestações culturais e matérias-primas típicas do país. A criatividade é outro cartão de visita, como a linha Dom Tropical, com sabonetes em barra em formato de picolé. Os cosméticos são veganos, feitos a partir de matérias-primas orgânicas, e a fabricação é artesanal, em uma estrutura construída com tijolo e madeira de demolição, e que se mantém com a reutilização de água da chuva.

Focada em perfumaria, a Chamma da Amazônia aplica a biodiversidade da Amazônia brasileira em perfumes, aromatizadores de ambiente, sabonetes, loções e óleos para o corpo. Os produtos utilizam matérias-primas naturais e os resíduos provenientes da produção são aproveitados. O processo sustentável se completa com as embalagens recicláveis e os sacos de tecido que substituem as caixas de perfume.

A empresa mineira Kapeh traz a brasilidade no nome, que significa ‘café’ no dialeto maia. Como o próprio nome indica, a marca fabrica cosméticos para o corpo e os cabelos à base de extrato de café. A matéria-prima é misturada com ingredientes como morango, chocolate, menta e leite. A inovação por meio da pesquisa dos grãos e a sustentabilidade estão na missão da empresa, que aposta no uso racional dos recursos e insumos naturais.

Presente em 17 estados brasileiros e com 14 anos de história, a baiana Avatim – “cheiros da terra”, em tupi-guarani – se inspira nos aromas da Mata Atlântica para desenvolver os mais de 380 itens do portfólio. Os campeões de vendas são os produtos para o corpo feitos com cupuaçu e castanha do Brasil. A cultura indígena também aparece como inspiração, como a colônia Amaú, em homenagem à primeira mulher representada na mitologia guarani.

A Ikove é focada em produtos para cuidados da pele e dos cabelos com certificação orgânica, fair trade e cruelty-free. Segundo a empresa, mais de 95% dos ingredientes usados nas formulações são de origem natural e orgânica, incluindo bergamota, alecrim, açaí, buriti, castanha do Brasil e copaíba. O objetivo da marca é aproveitar as propriedades regenerativas, antioxidantes, antissépticas e hidratantes que vêm da natureza.

Dos 142 países de destino dos cosméticos brasileiros, a Argentina é o que mais recebe produtos brasileiros. Em 2015, as exportações do setor totalizaram US$ 716 milhões, segundo a ABIHPEC.

Amanda Veloso

Portfólio

© 2016 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Centdegrés desenha o novo eau de parfum masculino de Eudora, Impression

Centdegrés desenha o novo eau de parfum masculino de Eudora, Impression

O recém lançado eau de parfum masculino de Eudora, Impression, fala de um homem sofisticado, que soube criar e aproveitar as oportunidades que a vida lhe deu para evoluir. Com notas amadeiradas e ambaradas, a fragrância é baseada em cistus labdanum, musk e patchouli. A Centdegrés foi escolhida para representar através do design do (...)

+ informações
Palavra de especialista
Alimente sua pele com uma colorida rotina de beleza

Lipotec
Alimente sua pele com uma colorida rotina de beleza

Atualmente, cada vez mais consumidores de todas as idades estão preocupados com o meio ambiente e com o impacto humano que eles deixam na Terra. Uma vida saudável em harmonia com o planeta tornou-se um objetivo essencial atualmente. As pessoas tornaram-se mais cautelosas e conscientes de seus padrões de consumo - dos alimentos que (...)

+ informações

Seções