Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Embalagem e design

Grupo Albéa aposta no Brasil

Com 1.200 funcionários trabalhando nas duas fábricas de Mogi e Jundiaí, o Brasil é um dos carros-chefe industriais do Grupo Albéa na América do Sul. As perspectivas de desenvolvimento ainda são imensas. A prova é que, nos últimos dois anos, o Grupo Albéa vem investindo no país mais de 10% do faturamento a cada ano. Confira a entrevista com José Filipe, Executive Vice President, Americas.

José Filipe, Albéa

José Filipe, Albéa

Brazil Beauty News - Brasil, um país onde a Albéa oferece toda a sua linha de produtos e serviços...

José Filipe - Exatamente. Nas duas unidades brasileiras, oferecemos todo o arsenal dos quatro segmentos em que atuamos no setor de embalagens, tubos, embalagens rígidas para cosméticos, bombas, artigos promocionais e acessórios. O setor mais importante atualmente é o de sistemas de bomba, cujos motores são fabricados no Brasil, seguido de perto pelo setor de embalagens para cosméticos - que aliás vem ganhando terreno na empresa, com o crescimento significativo da fabricação de artigos para válvulas de spray e desodorantes.

Brazil Beauty News - É verdade que o Grupo Albéa cultiva a tradição de oferecer, na América do Sul como em outros continentes, uma ampla gama de produtos, associando diferentes tipos de expertise?

José Filipe - Todos os nossos investimentos industriais seguem esse modelo, e o Brasil não é exceção. Vale lembrar que este ano, como nos anos anteriores, os investimentos representam mais de 10% do faturamento no país. Começamos a traçar esse caminho em 2010-2012, com a transferência de toda a fábrica de embalagens destinadas a produtos cosméticos da unidade de São Paulo para a de Mogi. Em seguida, entre 2012 e 2013, a capacidade de metalização integrada nas duas fábricas foi pura e simplesmente duplicada. Além desses investimentos industriais, apostamos também no treinamento das equipes, a fim de manter a liderança da empresa no mercado brasileiro, onde atuamos desde 2000. Sem esquecer as iniciativas que promovemos no campo da responsabilidade social - segurança dos funcionários, trabalho comunitário e inserção de pessoas em dificuldade. Todos esses elementos são valores que compartilhamos com nossos clientes.

Brazil Beauty News - A unidade de Mogi é uma das maiores fábricas do Grupo no mundo. Junto com a de Jundiaí, ela fornece principalmente para o mercado sul-americano, certo?

José Filipe – Sim. Sem dúvida alguma, a fábrica de Mogi é impressionante. Com mais de 55.000 m2, ela é a terceira maior unidade industrial do Grupo Albéa. Cerca de 90% de sua produção, somada à da fábrica de Jundiaí, é destinada a grandes empresas locais - principalmente brasileiras, mas também da Argentina, do Peru e da Colômbia - e a grupos internacionais instalados no continente. Paralelamente, damos suporte às novas marcas, pequenas e médias, que surgem no mercado regional.

Brazil Beauty News - O Brasil continua sendo o eldorado do setor de beleza?

José Filipe - Eu não diria eldorado, embora poucos países possam se gabar de ter um mercado de beleza com taxa de crescimento de 5% a 8% ao ano - uma realidade não apenas atual, mas prevista para os próximos 15 anos! Não podemos esquecer que o Brasil tem 200 milhões de habitantes. Perfumes, higiene pessoal e maquiagem são setores em que o crescimento vai se manter firme. Além disso, as redes de distribuição estão se transformando rapidamente. Tudo isso justifica amplamente o empenho e investimento da Albéa no país.

Brazil Beauty News - Quais foram os lançamentos dos quais a Albéa participou ultimamente no Brasil?

José Filipe - Recentemente, participamos, entre outros, dos lançamentos da linha Quasar (perfumes e desodorantes) e dos perfumes Make B. (Boticário), além do novo perfume Urbano (Natura) e do novo desodorante da Jequiti.

Entrevista concedida a Jean-Yves Bourgeois

Portfólio

© 2014 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

As feiras FCE Cosmetique e FCE Pharma, que aconteceram entre os dias 23 e 25 de maio de 2017, receberam 15.400 visitantes e registrou um crescimento de 9%, em comparação com o ano anterior. Na cerimônia de abertura, Geraldo Alckmin, o Governador do Estado de São Paulo, destacou os esforços do Governo para o desenvolvimento das (...)

+ informações
Palavra de especialista
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Laurence Bacilieri
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Nos Estados Unidos, o comércio varejista vem registrando uma queda contínua do faturamento. O setor está passando por profundas mudanças, com a falência de 3.500 lojas, sem falar nas dificuldades que têm enfrentado as redes Macys e Sears & K-Mart. A exemplo do setor bancário, os grandes protagonistas do varejo americano estão (...)

+ informações

Seções