Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Ingredientes e fórmulas

AQIA aposta na fabricação nacional para expandir mercado de ativos para cosméticos

A paulista AQIA Química Industrial, resultado da união das empresas Ion e Polytechno, está investindo na expansão da produção e da síntese de ativos para o segmento de cosméticos. A parceria com empresas internacionais como AAK e Dow reafirma esses planos, além de alianças dentro de casa, como a recente joint venture com a cooperativa Cooxupé para o uso de derivados de café.

Com indústria 100% nacional e fábrica em Guarulhos, a AQIA tem mais de 30 anos no mercado de especialidades químicas para cuidados pessoais, oferecendo aos clientes serviços que incluem suporte de marketing com conceitos e inovações, desenvolvimento de formulações e assistência técnica. O Brazil Beauty News conversou com o sócio-fundador da empresa, Alaor Pereira Lino, sobre as demandas do nosso mercado.

Alaor Pereira Lino, sócio-fundador da AQIA Química Industrial

Alaor Pereira Lino, sócio-fundador da AQIA Química Industrial

Brazil Beauty News – Como a AQIA se posiciona no mercado brasileiro de cosméticos?

Alaor Pereira Lino – A AQIA observa as tendências e influências de diferentes mercados, eventos e congressos, além de prateleiras nacionais e internacionais de produtos acabados, para oferecer aos clientes alternativas de acordo com suas necessidades. Estamos focados no valor tecnológico dos ativos exclusivos que são produzidos em nossa unidade industrial.

Brazil Beauty News – Além da recente parceria firmada com a Cooxupé, o senhor poderia destacar outras parcerias?

Alaor Pereira Lino – Estamos muito felizes com a parceria com a Cooxupé, que já foi bem aceita pelo mercado. Também somos parceiros das empresas internacionais AAK, Exsymol, Dow e Lucas Meyer Cosmetics. Temos autorização para desenvolver ativos adaptados à cultura do mercado brasileiro, utilizando ingredientes dessas companhias em associação sinérgica ou por alguma transformação química.

Brazil Beauty News – Como a AQIA incorpora o conceito de sustentabilidade em seus produtos?

Alaor Pereira Lino – A sustentabilidade está presente no nosso programa “Multiplicação da Floresta”, que utiliza ingredientes e matérias-primas adquiridos através de processos sustentáveis. Esses produtos naturais, por meio da transformação química e do uso de nossas tecnologias, se tornam derivados compatíveis com as diferentes fórmulas cosméticas, ampliando sua atividade.

Brazil Beauty News – Como foi o ano de 2015 para a AQIA, considerando produção e investimentos?

Alaor Pereira Lino – 2015 tem sido um ano nervoso. Estamos em processo de finalização dos investimentos no projeto 2020, que prevê a ampliação da unidade fabril e de P&D, diante de uma crise nunca vista no Brasil. Apesar disso, estamos conseguindo bons resultados com projetos e parcerias com nossos clientes.

Brazil Beauty News – Como o senhor vê o desempenho do segmento de ativos e matérias-primas para cosméticos nos próximos anos?

Alaor Pereira Lino – O crescimento do mercado será cada vez mais baseado no conhecimento e entendimento da funcionalidade dos ativos, que irão estabelecer a diferenciação e a valorização de cada produto. Infelizmente, por não possuir investimento em química fina, o Brasil continuará dependendo de produtos desenvolvidos e produzidos no exterior.

Brazil Beauty News – Poderia destacar algumas inovações da AQIA na indústria cosmética?

Alaor Pereira Lino – No segmento de hair care, temos o ReparAge®, um sistema composto por uma matriz amino-estrutural com o exclusivo efeito Pro.FILLER, que provoca aumento do diâmetro do fio envelhecido e a reparação dos danos internos. Para skin care, a novidade é o Acneol SR®, um sistema de tratamento equalizador, indicado para pele oleosa, reativa e com acne, com ação sebo-regularizadora, cicatrizante e anti-inflamatória.

Brazil Beauty News – Quais são as demandas do mercado brasileiro de cosméticos e como a AQIA tem se preparado para atendê-las?

Alaor Pereira Lino – A principal demanda está relacionada a produtos capilares. A AQIA utiliza grande parte de seus recursos para investimentos em P&D nessa área, disponibilizando tecnologias como ReparAge, BioRestore e Nano.Tribologia. Vale destacar também o desenvolvimento de produtos para o cuidado com a pele, que oferecem sensoriais diferenciados e ação comprovada na matriz epidérmica e na matriz extracelular.

Amanda Mont’Alvão Veloso

Portfólio

© 2015 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Centdegrés desenha o novo eau de parfum masculino de Eudora, Impression

Centdegrés desenha o novo eau de parfum masculino de Eudora, Impression

O recém lançado eau de parfum masculino de Eudora, Impression, fala de um homem sofisticado, que soube criar e aproveitar as oportunidades que a vida lhe deu para evoluir. Com notas amadeiradas e ambaradas, a fragrância é baseada em cistus labdanum, musk e patchouli. A Centdegrés foi escolhida para representar através do design do (...)

+ informações
Palavra de especialista
Dr Dennis Gross: carro-chefe do mercado americano de tratamentos de ponta para a pele

Emmanuelle Bassmann
Dr Dennis Gross: carro-chefe do mercado americano de tratamentos de ponta para a pele

Quais são as novas propostas dos tratamentos dermatológicos? Que estratégias estão sendo desenvolvidas pelas principais marcas lançadas por profissionais de medicina ou baseadas em conceitos medicinais? Veja a seguir como a marca Dr Dennis Gross responde a essas perguntas. A linha de cuidados do Dr. Dennis Gross, lançada em 2002, teve (...)

+ informações

Seções