Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Mercados e tendências

"Active Beauty", a grande tendência de 2017 - e por muito tempo ainda

A tendência Active Beauty promete agitar a indústria mundial de cosméticos em 2017 e nos próximos anos, afirma a Mintel Beauty & Personal Care. Em todas as regiões do mundo, os consumidores em busca de um estilo de vida sadio têm adotado a prática de exercícios físicos e mentais. As marcas de produtos de beleza querem estar ao lado dos consumidores no caminho rumo à saúde e à boa forma física.

Consumidores são cada vez mais incentivados a treinar o corpo e o espírito. (...)

Consumidores são cada vez mais incentivados a treinar o corpo e o espírito. Photo: © Yurok / shutterstock.com

Em um mundo em que os consumidores são cada vez mais incentivados a treinar o corpo e o espírito, as marcas de cosméticos têm a possibilidade de transformar esse interesse pela boa forma em oportunidades de negócios, oferecendo produtos desenvolvidos para atender a necessidades específicas de quem gosta de malhar.

Em relatório publicado recentemente [1], a Mintel revela que várias marcas e produtos cosméticos, como a Sweat Cosmetics, marca de maquiagem mineral com FPS, e a Eyeko, com o Sport Waterproof Mascara e o Sport Waterproof Eyeliner, já estão surfando nas tendências "fitness lazer" e "fitness beleza" e oferecendo soluções que atendem aos novos anseios dos consumidores. Em dezembro de 2016, a marca Tarte Cosmetics lançou a linha Athleisure Skincare & Makeup, apresentada como "a roupa de ginástica da pele".

A Mintel constatou também que, cada vez mais, as marcas estão adaptando as embalagens a essa nova tendência. A Stowaway Cosmetics, por exemplo, ressalta que seus "produtos de maquiagem têm o tamanho ideal para viagens, para a academia e para a vida".

O crescente entusiasmo pelas atividades ao ar livre é também uma excelente oportunidade para se posicionar no segmento de proteção da pele. "Na Ásia, o segmento de fitness beleza é mais focado em oferecer proteção solar a pessoas que praticam esportes do que no conceito de beleza propriamente dito, o que levou algumas empresas, como a Kosé, a ampliar o campo de ação dos protetores solares, que passaram a abranger o corpo todo e não apenas o rosto. Em contrapartida, no Ocidente, as marcas de produtos solares priorizam o conforto e a proteção dos consumidores que têm um estilo de vida ativo. No Brasil, empresas como Pink Cheeks e Lola Cosmetics lançaram produtos que objetivam proteger os cabelos dos adeptos de corrida e natação antes e depois da prática esportiva".

Para 2017, e por muito tempo ainda, a Mintel prevê a expansão do segmento de produtos de beleza que protejam a pele e os cabelos contra a poluição e a radiação ultravioleta (UV) e infravermelha (IV). Também crescerão os mercados de bolsas para ginástica e nécessaires de maquiagem equipados com embalagens em material à base de borracha para resistir a choques, bem como o segmento de roupas esportivas conectadas, que enviam dados relativos à temperatura e à hidratação da pele a apps capazes de sugerir os produtos mais adequados.

"Tudo indica que, no futuro, um número crescente de marcas aposte na tendência Active Beauty, com o lançamento de produtos inéditos e inovadores que preparem e ajudem os consumidores antes e depois da prática de atividades físicas e cerebrais, além de contribuírem para o processo de recuperação. Não se surpreenda se, em breve, as marcas de cosméticos oferecerem produtos termicamente sensíveis e ativados pela água, ou se começarem a utilizar análises de DNA para desenvolver curas de beleza personalizadas ou até mesmo se estabelecerem parcerias com marcas de roupas esportivas para oferecer produtos com liberação prolongada", explica Vivienne Rudd, diretora de Global Insights, Beauty and Personal Care, na Mintel.

mais recentes
Foco
Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

As feiras FCE Cosmetique e FCE Pharma, que aconteceram entre os dias 23 e 25 de maio de 2017, receberam 15.400 visitantes e registrou um crescimento de 9%, em comparação com o ano anterior. Na cerimônia de abertura, Geraldo Alckmin, o Governador do Estado de São Paulo, destacou os esforços do Governo para o desenvolvimento das (...)

+ informações
Palavra de especialista
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Laurence Bacilieri
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Nos Estados Unidos, o comércio varejista vem registrando uma queda contínua do faturamento. O setor está passando por profundas mudanças, com a falência de 3.500 lojas, sem falar nas dificuldades que têm enfrentado as redes Macys e Sears & K-Mart. A exemplo do setor bancário, os grandes protagonistas do varejo americano estão (...)

+ informações

Seções