Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Radar

Revlon compra Elizabeth Arden por US$ 419 milhões

Revlon anunciou que vai comprar a rival Elizabeth Arden. A oferta de US$ 14 por ação avalia a Elizabteh Arden em cerca de US$ 870 milhões (R$ 3 bilhões de reais). O objetivo é a criação de um novo jogador importante na indústria global de cosméticos e ajudar as empresas a competir com rivais endinheirados como Estée Lauder e L’Oréal.

Com essa operação a Revlon quer expandir sua marca para perfumes e cuidados com a pele. A empresa também vê oportunidades de crescimento em regiões importantes em que Elizabeth Arden é forte, como China e outros países asiáticos.

Elizabeth Arden tem uma forte presença no mercado de cosméticos de luxo, principalmente na categoria de anti-envelhecimento, com marcas como Prevage, Ceramidas e SuperStart. Suas fragrâncias são assinadas por celebridades como Britney Spears, Justin Bieber e Taylor Swift. Revlon é forte em tinturas de cabelo e esmaltes, que são distribuídos principalmente através de canais de varejo de massa e salões de beleza em 130 países.

Vemos grandes oportunidade de crescimento onde eles são fortes e nós não,” afirmou o CEO da Revlon Fabian Garcia.

© 2016 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

As feiras FCE Cosmetique e FCE Pharma, que aconteceram entre os dias 23 e 25 de maio de 2017, receberam 15.400 visitantes e registrou um crescimento de 9%, em comparação com o ano anterior. Na cerimônia de abertura, Geraldo Alckmin, o Governador do Estado de São Paulo, destacou os esforços do Governo para o desenvolvimento das (...)

+ informações
Palavra de especialista
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Laurence Bacilieri
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Nos Estados Unidos, o comércio varejista vem registrando uma queda contínua do faturamento. O setor está passando por profundas mudanças, com a falência de 3.500 lojas, sem falar nas dificuldades que têm enfrentado as redes Macys e Sears & K-Mart. A exemplo do setor bancário, os grandes protagonistas do varejo americano estão (...)

+ informações

Seções