Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Empresas e indústria

Jequiti “populariza o luxo” com perfumes assinados por celebridades

Beyoncé, Britney Spears, Justin Bieber, Lady Gaga, Taylor Swift e Usher: o que pode parecer a lista de atrações de um festival de música pop internacional é, na verdade, o batalhão de frente do catálogo de perfumes da Jequiti, marca de cosméticos do Grupo Silvio Santos, um dos mais tradicionais conglomerados empresarias do Brasil.

Fundada em Osasco, na grande São Paulo, em 2006, a empresa de vendas diretas – que conta com mais de 200 mil consultoras em todo o país – decidiu, logo em seus primeiros anos, apostar em um segmento que nunca ganhou muito destaque no Brasil: o de fragrâncias assinadas por celebridades. A ideia é simples. Associar um produto a um nome conhecido pelo grande público, fazendo com que a marca chegue mais facilmente ao consumidor final.

No final de 2008, a Jequiti lançou um duo de perfumes do cantor Fábio Jr. e não parou mais. Em seu portfólio, composto por 1050 produtos e renovado a cada 21 dias, estão perfumes assinados por diversas personalidades nacionais, como a cantora Cláudia Leitte, as apresentadoras de TV Adriane Galisteu e Eliana e a modelo Isabella Fiorentino.

Eliana

Eliana

Também não faltam fragrâncias de astros internacionais. A Jequiti fecha contratos exclusivos com empresas globais de cosméticos, como Estée Lauder, P&G e Coty, que desenvolvem perfumes para ídolos mundiais como o rapper Sean John e as cantoras Madonna e Christina Aguilera, e as fabrica no Brasil. “Queremos trazer esse tipo de produto para o comércio porta a porta a um preço justo. Nossa intenção é popularizar o luxo, uma vez que os preços por aqui acabam sendo abusivos”, diz Lásaro do Carmo Jr., presidente da empresa.

Apesar de mais baratos, se comparados a artigos importados, os perfumes das estrelas da Jequiti não se enquadram exatamente na categoria “popular”: os valores ficam na faixa de R$ 70 a R$ 150. Mas o preço não tem sido um empecilho. “Não tivemos a menor dificuldade de trabalhar com essas marcas. O que fizemos foi colocar os perfumes desejados pelas pessoas nas mãos delas, de uma forma acessível”, afirma ele.

Além de ceder os nomes aos produtos, os artistas internacionais aparecem em fotos nos catálogos e em peças publicitárias para a divulgação dos perfumes. Já com as celebridades nacionais, a agenda é mais extensa. Eles comparecem a uma série de eventos promovidos pela Jequiti, incluindo encontros com as consultoras da marca. A apresentadora Eliana, do SBT (emissora também pertencente ao Grupo Silvio Santos), foi além. Ela participou de todo o processo de produção de sua fragrância, lançada no primeiro semestre deste ano.

Para selecionar as celebridades de seu catálogo, a Jequiti realiza pesquisas com os clientes. “Não adianta só achar que um artista vende muito. Precisamos entender se o consumidor quer mesmo ‘consumir’ aquela personalidade, pois o nome da pessoa é o produto”, explica Carmo Jr. E quem não quer ‘consumir’ a diva do pop Jennifer Lopez ou o ex-jogador de futebol e galã David Beckham?

A empresa, hoje com 7% de participação no mercado de cosméticos no Brasil, promete seguir trilhando o sucesso das estrelas na perfumaria. Em 2013, as colônias de celebridades foram responsáveis por cerca de R$ 187 milhões em vendas da Jequiti, mais de 40% do total no ano, que foi de R$ 450 milhões. No Brasil, país líder mundial no consumo de perfumes desde 2010, com 84% de sua população fazendo uso diário do produto, as vendas do segmento atingiram R$ 15 bilhões no ano passado.

Renata Martins

Portfólio

© 2014 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Thermolat: novo ingrediente da Symrise tem ação aquecedora

Thermolat: novo ingrediente da Symrise tem ação aquecedora

O novo princípio ativo sensorial da Symrise proporciona uma suave sensação de calor sobre a pele, semelhante à de um raio de sol. Com o nome de Thermolat, ele foi desenvolvido para entrar na composição de cremes, géis e bálsamos e produz efeitos duradouros, com a vantagem de não provocar sensação de ardência ou queimação. "Comparado com o (...)

+ informações
Palavra de especialista
Oud - Ouro líquido da perfumaria

Alessandra Tucci
Oud - Ouro líquido da perfumaria

O agarwood - também chamada de gaharu, aloeswood ou simplesmente oud (oudh, em árabe) - é uma madeira resinosa citada em muitos livros sagrados, principalmente orientais, e que é muito valorizada. A matéria-prima utilizada na perfumaria, porém, não vem propriamente da madeira da árvore, mas de uma resina formada dentro de seus troncos. A (...)

+ informações

Seções