Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Empresas e indústria

Jafra Cosméticos quer investir em fábrica própria no Brasil

O Brasil está no alvo da expansão da Jafra Cosméticos, empresa americana fundada em 1956 e adquirida pelo grupo alemão Vorwerk em 2004. O mercado brasileiro é tido como chave para a marca, que movimenta R$ 100 milhões por ano no país através do modelo de venda direta. Os planos incluem o investimento em uma fábrica própria e em novos canais de distribuição. O lançamento de produtos locais já é uma realidade, a exemplo da colônia Iódice, totalmente desenvolvida no Brasil. Lásaro do Carmo Jr., presidente da Jafra Cosméticos para a América do Sul, deu detalhes de como será essa atuação para o Brazil Beauty News.

Lásaro do Carmo Jr., presidente da Jafra Cosméticos para a América do (...)

Lásaro do Carmo Jr., presidente da Jafra Cosméticos para a América do Sul

Brazil Beauty News – Quais são os planos da Jafra para o Brasil?

Lásaro do Carmo Jr. – Temos muitos planos para o Brasil, pois este é um mercado chave para todas as empresas de cosméticos que atuam globalmente. Já estamos implementando o lançamento de produtos locais. Assim, conseguimos nos aproximar do perfil das brasileiras. Outra vantagem desta estratégia é mais agilidade de produção, tanto no ritmo de lançamentos quanto na reposição de estoque.

Brazil Beauty News – Quando teremos produção da Jafra no Brasil? Haverá fábrica própria?

Lásaro do Carmo Jr. – Estamos analisando algumas oportunidades no momento. Queremos investir em uma fábrica própria e o caminho mais rápido é uma aquisição. Mas estamos sendo bem seletivos, pois queremos uma planta que atenda aos nossos padrões de qualidade e que tenha uma marca própria com boa distribuição.

Brazil Beauty News – Quais características do mercado brasileiro e, por consequência, do consumidor o senhor teve a oportunidade de observar a partir da venda direta?

Lásaro do Carmo Jr. – A venda direta é uma venda ativa, em que a consultora vai até a cliente. Esse modelo combina muito bem com o perfil brasileiro, que é dinâmico e sociável. Outro ponto positivo da venda direta é a relação de confiança que se estabelece entre consultora e cliente; geralmente elas são parentes, amigas, vizinhas ou trabalham juntas. Só a venda direta possibilita essa proximidade, que é muito típica dos brasileiros. Os amigos viram clientes e os clientes viram amigos. A venda direta é baseada em relacionamento.

Brazil Beauty News – Poderia mencionar alguns itens do portfólio que têm bastante saída no mercado brasileiro?

Lásaro do Carmo Jr. – Nossa principal linha é a Royal Jelly, formulada com geleia real. Além dos itens de skin care, lançamos neste ano os batons Royal Jelly, que foram um grande sucesso. Outra categoria forte em nosso portfólio é a perfumaria. A fragrância Legend, para o púbico masculino, está entre os nossos produtos campeões de vendas.

Brazil Beauty News – Haverá algum tipo de produção específica para o Brasil, considerando ingredientes, tendências e perfis de consumo locais?

Lásaro do Carmo Jr. – Com relação à perfumaria, ainda temos muito espaço para explorar. Teremos fragrâncias com notas olfativas adequadas ao perfil brasileiro. O lançamento da colônia Iódice é um exemplo. Foi desenvolvida localmente, desde a escolha do frasco até a fragrância. No final do ano, lançaremos loções hidratantes em nossa linha Pure Splash. Esta linha já é composta por fragrâncias leves, que devem ser reaplicadas abundantemente durante o dia, e têm um grande apelo em nossos mercados do Norte e Nordeste.

Brazil Beauty News – A comercialização continuará sendo pelo canal de venda direta? Existe algum plano de instalar pontos de venda?

Lásaro do Carmo Jr. – Nunca abandonaremos o modelo de venda direta, mas podemos oferecer formas diferenciadas de contato com os nossos clientes. Hoje temos um espaço na flagship da Iódice, na Oscar Freire. Algumas linhas foram especialmente selecionadas para o público dessa loja, que está fora do padrão atendido pelas nossas consultoras. É uma forma de atingirmos novos clientes fora da venda direta, mas sem prejudicar nossa força de vendas. Para o futuro, teremos e-commerce e lojas próprias.

Brazil Beauty News – Como a Jafra se posiciona no mercado brasileiro em relação aos concorrentes locais e também internacionais? Por quais valores a empresa quer ser conhecida?

Lásaro do Carmo Jr. – A Jafra já possui um posicionamento premium e fazemos questão de manter esta estratégia. Nossos produtos reafirmam essa filosofia: a nossa linha de skin care é importada e muitos de nossos itens têm fórmulas desenvolvidas nos Estados Unidos, com multibenefícios. Globalmente, a Jafra é preocupada em desenvolver produtos eco-friendly, com ingredientes naturais e sem realizar testes em animais. Além disso, oferecemos a melhor oportunidade na venda direta brasileira – todos os consultores têm 50% de desconto sobre os preços praticados no catálogo.

Amanda Mont’Alvão Veloso

Portfólio

© 2015 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

As feiras FCE Cosmetique e FCE Pharma, que aconteceram entre os dias 23 e 25 de maio de 2017, receberam 15.400 visitantes e registrou um crescimento de 9%, em comparação com o ano anterior. Na cerimônia de abertura, Geraldo Alckmin, o Governador do Estado de São Paulo, destacou os esforços do Governo para o desenvolvimento das (...)

+ informações
Palavra de especialista
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Laurence Bacilieri
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Nos Estados Unidos, o comércio varejista vem registrando uma queda contínua do faturamento. O setor está passando por profundas mudanças, com a falência de 3.500 lojas, sem falar nas dificuldades que têm enfrentado as redes Macys e Sears & K-Mart. A exemplo do setor bancário, os grandes protagonistas do varejo americano estão (...)

+ informações

Seções