Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Ciência e P&D

Grávida? Melhor evitar contato com compostos antibacterianos, estudo recomenda

Um estudo recentemente apresentado do 248º Encontro Nacional e Exposição da Sociedade Química Americana (ACS) indica, ironicamente, que o que nos mantém limpos pode ser prejudicial aos fetos e poderia causar problemas reprodutivos e de desenvolvimento.

© Martin Novak /shutterstock.com

© Martin Novak /shutterstock.com

Os compostos em questão, chamados triclosan e triclocarban, são bactericidas muito usados, presentes em mais de 2.000 produtos de uso diário vendidos como antimicróbicos, incluindo pastas de dente, sabonetes, detergentes, carpetes, tintas, materiais escolares e brinquedos. Os produtos químicos, também chamados de TCS e TCC, respectivamente, foram introduzidos no mercado em 1964 e 1957.

Produtos químicos em amostras de urina

Observamos a exposição de mulheres grávidas e seus fetos ao triclosan e triclocarban, dois dos matadores de germes mais comuns em sabões e outros produtos diários”, diz Benny Pycke, Ph.D., da Universidade do Arizona. “Descobrimos triclosan em todas as amostras de urina das mulheres grávidas que testamos. Também o detectamos em cerca de metade das amostras de sangue do cordão umbilical que examinamos, o que significa que é transferido para o feto. O triclocarban também esteve presente em muitas amostras.

Embora os compostos sejam rapidamente eliminados pelo corpo humano através do suor e urina, a exposição a eles é quase constante “Se você diminuir a fonte de exposição, o triclosan e triclocarban acabariam se diluindo, mas a verdade
é que temos uso universal desses produtos químicos, e, portanto, há exposição universal
”, diz Rolf Halden, Ph.D., pesquisador principal do estudo.

Resistência antibacteriana

A lém da preocupação com danos potenciais aos bebês no útero, os pesquisadores também indicam que os ingredientes desses produtos poderiam estar contribuindo para a crescente resistência antibacteriana.

O European public health scientific body (Scientific Committee on Consumer Safety, SCCS) de saúde pública europeia comunicou preocupações sobre o triclosan e seu papel potencial no problema.

Os pesquisadores da Universidade do Arizona estão familizarizados com o assinto, e graças a Halden, diretor do Centro para Segurança Ambiental, uma unidade de pesquisa conjunta criada com apoio do Instituto de Biodesign da universidade, o FDA (órgão americano responsável pela aprovação de medicamentos) está combatendo o problema.

Em uma entrevista após a publicação de outro estudo [1] em abril, Halden aprovou a ação do FDA, que deu um ano para os fabricantes de sabonetes provarem a segurança de seus produtos – ou mudá-los.

A ação do FDA é um passo prudente e importante para preservar a eficiência de antibióticos importantes para a medicina, evitando exposição desnecessária da população geral a produtos químicos que desregulam o sistema endocrinológico e podem ser prejudiciais, e diminuindo o crescente lançamento e acúmulo de antimicrobianos no ambiente”, disse Halden na época.

Empresas farmacêuticas como Johnson & Johnson e Procter & Gamble anunciaram que estão retirando os compostos de alguns de seus produtos.

Com AFP/Relaxnews

Observações

[1On the Need and Speed of Regulating Triclosan and Triclocarban in the United States,” Rolf U. Halden Center for Environmental Security, The Biodesign Institute, Security and Defense Systems Initiative, Arizona State University, Environ. Sci. Technol., 2014, 48 (7), pp 3603–3611

© 2014 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

As feiras FCE Cosmetique e FCE Pharma, que aconteceram entre os dias 23 e 25 de maio de 2017, receberam 15.400 visitantes e registrou um crescimento de 9%, em comparação com o ano anterior. Na cerimônia de abertura, Geraldo Alckmin, o Governador do Estado de São Paulo, destacou os esforços do Governo para o desenvolvimento das (...)

+ informações
Palavra de especialista
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Laurence Bacilieri
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Nos Estados Unidos, o comércio varejista vem registrando uma queda contínua do faturamento. O setor está passando por profundas mudanças, com a falência de 3.500 lojas, sem falar nas dificuldades que têm enfrentado as redes Macys e Sears & K-Mart. A exemplo do setor bancário, os grandes protagonistas do varejo americano estão (...)

+ informações

Seções