Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Ciência e P&D

Estudo descarta vínculos genéticos entre pessoas mais velhas do mundo

Se você acha que alguns velhinhos ultrapassam a barreira dos cem anos por causa dos seus genes, é melhor repensar este conceito.

Cientistas americanos anunciaram não ter descoberto segredos genéticos comuns em um grupo de 17 super-centenários, pessoas que viveram mais de 110 anos.

"Nesta pequena amostra, os pesquisadores não conseguiram encontrar variações genéticas raras que produzam proteínas capazes de explicar sua longevidade", destacou o estudo chefiado por Hinco Gierman, da Universidade de Stanford (Palo Alto, Califórnia).

Estudo descarta vínculos genéticos entre pessoas mais velhas do mundo © Blend (...)

Estudo descarta vínculos genéticos entre pessoas mais velhas do mundo © Blend Images / shutterstock.com

A pesquisa foi publicada na edição desta quarta do periódico de livre acesso PLOS ONE.

Segundo informações anexadas ao estudo, as pessoas que vivem 100 anos ou mais têm menos probabilidades de desenvolver câncer - com uma incidência de 19% durante suas vidas contra 49% na população em geral. Os centenários também têm um percentual menor de doenças cardiovasculares.

O mundo tem 74 super-centenários, 22 deles nos Estados Unidos. Das 17 pessoas com mais de 110 anos que tiveram seu código genético decodificado, 14 tinham origem europeia, dois eram latinos e uma, afro-americana.

AFP/Relaxnews

© 2014 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Thermolat: novo ingrediente da Symrise tem ação aquecedora

Thermolat: novo ingrediente da Symrise tem ação aquecedora

O novo princípio ativo sensorial da Symrise proporciona uma suave sensação de calor sobre a pele, semelhante à de um raio de sol. Com o nome de Thermolat, ele foi desenvolvido para entrar na composição de cremes, géis e bálsamos e produz efeitos duradouros, com a vantagem de não provocar sensação de ardência ou queimação. "Comparado com o (...)

+ informações
Palavra de especialista
Inovação genderless baseada na neurociência

John Jiménez
Inovação genderless baseada na neurociência

A história da dança tem sido cheia de inovação, desde as primeiras criações de balé de Jean Georges Noverre, a dança moderna de Isadora Duncan, Martha Graham, Rudolph Nureyev e Pina Bausch até as interpretações modernas de Yanis Marshal, finalista da Britain’s Got Talent. A aclamada revista Science lançou durante alguns anos o concurso "Dance (...)

+ informações

Seções