Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Radar

Canadá: microesferas de plástico serão proibidas a partir de 2018

O governo canadense acaba de publicar um projeto de Regulamento sobre as microesferas presentes em produtos de higiene.

Segundo o texto, a fabricação e a importação de cosméticos e produtos de higiene que contenham microesferas de plástico serão proibidas a partir de 1° de janeiro de 2018. No caso de cosméticos que também são produtos naturais para a saúde (natural health products) e medicamentos não controlados (non-prescription drugs), a proibição entrará em vigor seis meses mais tarde, em 1° de julho de 2018.

Para completar, a venda de cosméticos e produtos de higiene que contenham microesferas de plástico também será proibida a partir de 1° de julho de 2018. Porém, no caso de cosméticos que também são produtos naturais para a saúde e medicamentos não controlados, a proibição passará a vigorar em 1° de julho de 2019.

O texto do projeto de regulamento está disponível aqui.

Tradução: Maria Marques

© 2016 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Thermolat: novo ingrediente da Symrise tem ação aquecedora

Thermolat: novo ingrediente da Symrise tem ação aquecedora

O novo princípio ativo sensorial da Symrise proporciona uma suave sensação de calor sobre a pele, semelhante à de um raio de sol. Com o nome de Thermolat, ele foi desenvolvido para entrar na composição de cremes, géis e bálsamos e produz efeitos duradouros, com a vantagem de não provocar sensação de ardência ou queimação. "Comparado com o (...)

+ informações
Palavra de especialista
Surpreendendo a geração paradoxal

Lipotec - Lubrizol
Surpreendendo a geração paradoxal

Nós ouvimos sobre a geração Millennial em todos os lugares. Representando mais de um quarto da população global, eles são hoje, a geração mais influente e a mais difícil de compreender devido às suas diversas contradições. Os Millennials vivem suas vidas online, mas amam as interações da vida real. Eles são democráticos e inclusivos, mas pedem (...)

+ informações

Seções