Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Mercados e tendências

Apresentação de produtos capilares segue modelo de produtos para a pele

Segundo pesquisa da Mintel, o mercado mundial de produtos para cabelos está cada vez mais sintonizado com o de cuidados para pele. A empresa, especializada em estudos de mercado, revela também que os produtos capilares anti-idade representam um segmento promissor e que os consumidores negros, em particular, oferecem belas perspectivas para esse tipo de produto.

Em 2014, as três características anunciadas com maior frequência no mercado mundial de produtos capilares são "vegetal/à base de plantas" (52% de todos os produtos para cabelos mencionam esse atributo), "brilho/luz" (46%) e "hidratação" (31%).

"Os fabricantes de produtos para cabelos estão tentando convencer o consumidor de que os cabelos merecem os mesmos tratamentos e a mesma atenção que a pele. Para atingir esse objetivo, as marcas estão usando um novo vocabulário, se inspirando em outras categorias de produtos e transpondo seus modelos para novos segmentos. Os argumentos baseados em cuidados da pele e maquiagem (anti-idade, por exemplo), bem como os produtos com tecnologias que refletem luminosidade, oferecem perspectivas interessantes no mercado de artigos para os cabelos", explica Emmanuelle Moeglin, analista internacional especializada em perfumes e cosméticos na Mintel.

Segundo o estudo realizado pela empresa, a promessa de ganhar "brilho/luz" é a que mais vem crescendo: mundialmente falando, o número de novos produtos com essa indicação no rótulo pulou de 21% em 2010 para 46% em 2014 [1].

Oportunidades de crescimento

A pesquisa da Mintel revelou que os produtos para cabelos com propriedades anti-idade apresentam grande potencial, mas ainda estão longe de rivalizar com cuidados para pele: enquanto que, em 2014, 27% dos lançamentos mundiais de produtos faciais prometem tratamento anti-idade, no segmento de produtos capilares essa porcentagem é de apenas 3%, deixando entrever o enorme potencial a explorar.

As estatísticas mostram que quase metade (46%) dos consumidores britânicos têm interesse em produtos capilares que contenham ingredientes anti-idade, e 19% estão dispostos a pagar mais por esse tipo de produto. Da mesma forma, um quarto (26%) dos usuários franceses de produtos capilares constataram mudanças nos cabelos provocadas pelo envelhecimento.

"Cada vez mais, os produtos anti-idade vão ganhar terreno no segmento capilar, com perspectivas para um uso maior de ingredientes biomiméticos, em particular para estimular o crescimento dos cabelos, oferecer soluções contra a queda ou dar mais volume aos cabelos", continua Emmanuelle Moeglin.

Crescente interesse dos consumidores negros

O potencial dos produtos capilares com propriedades anti-idade é confirmado por outra pesquisa, desta vez sobre os hábitos da população negra americana que usa esse tipo de produto [2]. Segundo a Mintel, 42% dos consumidores negros testaram ou gostariam de testar produtos capilares anti-idade.

Completando a busca por soluções que atenuem os efeitos do envelhecimento, 30% dos consumidores negros utilizaram ou se interessam por tratamentos capilares contra a calvície ou que fortifiquem cabelos ralos, enquanto 46% já utilizaram ou estariam dispostos a utilizar coloração.

"Uma coisa é certa: os consumidores negros representam um público ávido por produtos anti-idade à base de ingredientes naturais que prometam eficácia em matéria de reparação dos cabelos", afirma Tonya Roberts, analista multicultural na Mintel.

Personalização em alta

Por fim, outra tendência importada do setor de cuidados para pele é a personalização dos produtos capilares, que deve conquistar popularidade cada vez maior, impulsionada pelo crescente interesse dos consumidores.

"Os novos protagonistas do segmento de tratamentos capilares estão tendo que lidar com a busca de maior personalização, oferecendo xampus específicos e misturando bases com diferentes tipos de sérum concentrado, a fim de criar produtos capilares sob medida. Como o consumidor quer soluções cada vez mais personalizadas, a previsão é que, de 2014 em diante, essa tendência ganhe terreno e atinja as prateleiras de produtos capilares tradicionais", conclui Emmanuelle Moeglin.

mais recentes
Foco
Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

Recorde de público marca edição 2017 da FCE Cosmetique e FCE Pharma

As feiras FCE Cosmetique e FCE Pharma, que aconteceram entre os dias 23 e 25 de maio de 2017, receberam 15.400 visitantes e registrou um crescimento de 9%, em comparação com o ano anterior. Na cerimônia de abertura, Geraldo Alckmin, o Governador do Estado de São Paulo, destacou os esforços do Governo para o desenvolvimento das (...)

+ informações
Palavra de especialista
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Laurence Bacilieri
O setor de Retail nos Estados Unidos: apocalipse ou evolução?

Nos Estados Unidos, o comércio varejista vem registrando uma queda contínua do faturamento. O setor está passando por profundas mudanças, com a falência de 3.500 lojas, sem falar nas dificuldades que têm enfrentado as redes Macys e Sears & K-Mart. A exemplo do setor bancário, os grandes protagonistas do varejo americano estão (...)

+ informações

Seções