Siga-nos twitter facebook
Edição: Brasil
Clique aqui para recebernossa newsletter gratuita cliquez ici
Embalagem e design

“A impressão 3D é capaz de oferecer um desempenho comparável ao de técnicas de injeção plástica e fundição,” afirma Arnault Coulet, da Fabulous

A Fabulous presta consultoria a diversas empresas, ajudando-as a estabelecer processos inovadores de impressão 3D que associam expertise técnica e o material mais adequado para cada aplicação. A agência, criada há um ano, dá suporte a seus clientes (majoritariamente dos setores de luxo e design) ao longo de toda a cadeia de projeto (design, produção, desenvolvimento), apoiando-se em três alicerces: inovação, produção e marketing. Premium Beauty News entrevistou Arnault Coulet, cofundador da empresa.

Da esquerda para a direita: Arnault Coulet - Olivier Coulet - Robin (...)

Da esquerda para a direita: Arnault Coulet - Olivier Coulet - Robin Coulet

Premium Beauty News - Desde que surgiu no mercado, há poucos anos, a impressão 3D vem conquistando espaço dentro das empresas, não é?

Arnault Coulet - Sim e não. Quando ouvimos falar de impressão 3D, geralmente são referências a impressoras de pequeno porte, usadas para realizar protótipos. Raramente nos damos conta do potencial industrial dessa tecnologia. Foi-se o tempo em que ela era destinada à realização de protótipos e à produção em pequenas quantidades (uma a dez peças). Atualmente, o desafio é equiparar o desempenho dessa inovadora tecnologia aos métodos tradicionais de produção de objetos, em particular injeção plástica, mas também fundição.

Premium Beauty News - Quais as vantagens da impressão 3D?

Arnault Coulet - Primeiramente, a impressão 3D ou, mais exatamente, a fabricação aditiva, gera considerável economia de tempo, pois não é necessário ter um molde. Outra vantagem bem conhecida é que ela oferece possibilidades infinitas de personalização. Como os arquivos podem ser modificados, é possível produzir uma versão única de cada objeto. A impressão 3D acompanha perfeitamente a atual tendência de fabricação de produtos de luxo em série limitada. Ela é capaz de realizar formas extremamente complexas e dar vida a objetos de design que não passariam da fase de projeto se tivessem que ser produzidos por técnicas tradicionais. Além disso, a impressão 3D contribui para reduzir os custos de produção. No trabalho com metal, por exemplo, a perda de material é mínima e não é necessário usar molde.

Globalmente, é provável que essa tecnologia venha a contribuir para que a produção volte às indústrias dos países de origem. Além de ser adaptada à produção de pequenas séries personalizadas com prazos de realização extremamente curtos, a impressão 3D requer mão de obra mais qualificada que nos processos de produção tradicionais.

Até aqui, a rapidez de impressão e o volume dos objetos produzidos eram limitados, mas já começam a surgir soluções para resolver esses problemas técnicos. Um ponto muito importante é que a impressão 3D pode usar uma grande variedade de materiais, como inox, aço, titânio, metais preciosos e até cerâmica. Ou seja, não se limita a peças de plástico. Atualmente, dispomos de aproximadamente 200 materiais diferentes que são compatíveis com a fabricação aditiva. Aliás, editamos um guia que lista os principais materiais usados e as aplicações possíveis, detalhando as vantagens que eles oferecem. Em relação aos metais, usamos atualmente uma tecnologia de fusão a laser que traz um diferencial importante em relação ao método clássico de fundição: graças à maior homogeneidade do material, as peças produzidas são mais resistentes.

Premium Beauty News - Essa técnica é capaz de gerar resultados tão revolucionários quanto os da impressão digital?

Arnault Coulet - Contrariamente à impressão digital, as tecnologias 3D não estão completamente estabilizadas e a indústria ainda é incipiente. Por enquanto, os investimentos necessários são muito elevados, alcançando milhões de euros para projetos industriais. Os riscos também são consideráveis, pois essas tecnologias podem se tornar obsoletas em pouco tempo. Mas não há dúvida de que estamos ingressando em uma nova era, com demandas cada vez maiores em termos de quantidade e de volume dos produtos. A cada ano que passa, a produção vem sendo multiplicada por dois. Mais de mil peças do Airbus A350 são atualmente produzidas por fabricação aditiva.

Premium Beauty News - A personalização é um diferencial importante, mas e a qualidade? É comparável à de outras tecnologias?

Arnault Coulet - Ainda não é possível realizar peças totalmente finalizadas. No segmento de produtos de luxo, por exemplo, os objetos devem passar por uma ou várias fases de acabamento após a primeira etapa de produção – polimento, verniz, aplicação de pintura, entre outros. Mas isso é normal também com outros tipos de tecnologia de produção.

Premium Beauty News - O que o Senhor recomendaria, então?

Arnault Coulet - Considerando a rapidez com que as tecnologias evoluem, incitamos nossos clientes a procurarem o apoio de redes de produção e a analisarem, junto a essas redes, as possibilidade de aplicações em seus respectivos setores. Nosso trabalho de consultoria inclui apresentar sugestões às marcas para projetos em que a tecnologia 3D possa oferecer reais benefícios. A título de exemplo, recentemente assessoramos a Lancôme na produção de material promocional (réplicas de produtos com sete tamanhos e sete cores diferentes), que foi distribuído para os principais pontos de venda e lojas da marca na Europa e nos Estados Unidos. Graças à tecnologia 3D, esses objetos publicitários puderam ser fabricados em apenas uma semana.

Entrevista concedida a Vincent Gallon
(Tradução: Maria Marques)

© 2015 - Brazil Beauty News - www.brazilbeautynews.com

mais recentes
Foco
Centdegrés desenha o novo eau de parfum masculino de Eudora, Impression

Centdegrés desenha o novo eau de parfum masculino de Eudora, Impression

O recém lançado eau de parfum masculino de Eudora, Impression, fala de um homem sofisticado, que soube criar e aproveitar as oportunidades que a vida lhe deu para evoluir. Com notas amadeiradas e ambaradas, a fragrância é baseada em cistus labdanum, musk e patchouli. A Centdegrés foi escolhida para representar através do design do (...)

+ informações
Palavra de especialista
Dr Dennis Gross: carro-chefe do mercado americano de tratamentos de ponta para a pele

Emmanuelle Bassmann
Dr Dennis Gross: carro-chefe do mercado americano de tratamentos de ponta para a pele

Quais são as novas propostas dos tratamentos dermatológicos? Que estratégias estão sendo desenvolvidas pelas principais marcas lançadas por profissionais de medicina ou baseadas em conceitos medicinais? Veja a seguir como a marca Dr Dennis Gross responde a essas perguntas. A linha de cuidados do Dr. Dennis Gross, lançada em 2002, teve (...)

+ informações

Seções